PLEITO 2020

Entenda o cenário da eleição para prefeito de Goiânia neste momento

Convenções terminam nesta quarta-feira (16), mas já é possível ter um panorama


Francisco Costa
Do Mais Goiás | Em: 15/09/2020 às 16:32:19

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

As convenções vão até quarta-feira (16), mas o cenário da corrida pela prefeitura de Goiânia já se desenha. O Mais Goiás resume o momento.

Em 25 de agosto, o principal nome da disputa, o prefeito Iris Rezende (MDB), de 86 anos, anunciou sua aposentadoria política. Com isso, o nome do ex-governador Maguito Vilela passou a ser ventilado e foi oficializado nesta terça-feira (15), com o vereador Rogério Cruz (Republicanos) na vice. O MDB também garantiu o apoio do Patriota.

Outro nome de peso a entrar no páreo é o do senador Vanderlan Cardoso (PSD). Ele substituiu o pré-candidato Francisco Júnior, que já tinha sido anunciado pela sigla, em julho. A expectativa é que Vanderlan tenha como vice outro pré-candidato: Wilder Morais, do PSC.

Vanderlan conta com o apoio do governador Ronaldo Caiado (DEM) e deve ter, também, o Avante do lado – a sigla havia lançado a pré-candidatura de Nega na Moda como vice de Wilder, mas com a reviravolta, ela deve agregar ao grupo do senador.

O Progressistas, de Alexandre Baldy, ainda não bateu o martelo. Luta pela vice de Vanderlan, mas pode ir parar no MDB de Maguito, caso Wilder ocupe o cargo.

Pelo PSB, o deputado Elias Vaz tem como vereador Paulinho Graus (PDT), em uma aliança amarrada de olho em 2022 – em torno de Ciro Gomes, novamente em disputa pela presidência. A Rede, de Maria Ester, também pode se unir a eles.

Virmondes Cruvinel é o nome do Cidadania e o vice pode ser do PV, com Cristiano Cunha. A confirmação será nesta quarta-feira (16). Tem, ainda, o Pros, com Samuel Almeida, com o vereador Felisberto Tavares (Podemos) na vice.

Do PSL, o deputado estadual bolsonarista Major Araújo será o candidato em uma chapa puro sangue. A vice escolhida foi a pastora Rose Castelo. Outra chapa pura é do DC, com Gustavo Gayer e Alexandre Magalhães, na vice.

A vereadora Dr. Cristina será o nome do PL. Já o Solidariedade, lança Alysson Lima. O PSDB, dos ex-governadores Marconi Perillo e José Eliton, lançou, na última semana, Talles Barreto.

Pela esquerda, o PT lançou a filha do ex-prefeito Darci Accorsi, a deputada estadual Adriana Accorsi; e o PSOL a professora Manu Jacob (PSOL). E ainda, A Unida Popular (UP) oficializou o estudante Fábio Júnior.