Ton Paulo
Do Mais Goiás

Enel suspende corte de energia para goianos de baixa renda por 3 meses

No entanto, a Enel enfatizou que a suspensão do corte "não significa isenção da cobrança"

DPE-GO recomenda que Enel suspenda exclusão de beneficiários da tarifa solidária
Foto: Divulgação/Enel

Diante do que a Enel considerou como um “quadro de agravamento da pandemia”, a empresa suspendeu o corte de fornecimento de energia por inadimplência para consumidores de baixa renda de Goiás. A medida, anunciada na última semana, vai valer por três meses, vigorando até o dia 30 de junho. A distribuidora também suspendeu o corte de energia de serviços de atendimento médicos e hospitalares e de infraestrutura relacionada à vacinação.

Vale ressaltar que o benefício de suspensão do corte por falta de pagamento é restrito somente a famílias de baixa renda. A Enel destacou que o benefício da tarifa social baixa renda, segundo a resolução, será mantido apenas para os clientes cadastrados e que de fato atendam aos critérios previstos na legislação e na regulação da Aneel para obtenção do benefício.

No entanto, a Enel enfatizou que a suspensão temporária do corte para clientes cadastrados na Tarifa Social Baixa Renda e para eletrodependentes “não significa isenção da cobrança pelo consumo”. “A Enel Brasil reitera ainda a importância de que os consumidores com condições de manter as contas em dia continuem realizando os pagamentos para evitar acumular débitos”, concluiu.

Negociação

Para viabilizar a negociação de pendências, a Enel disponibilizou aos consumidores opções de parcelamentos de contas em atraso nas suas quatro distribuidoras. Em Goiás, conforme a distribuidora, os clientes podem parcelar em até sete vezes conforme regra vigente, com uma entrada de 15% do valor da dívida.

A negociação pode ser feita pelo aplicativo Enel Goiás, disponível gratuitamente para iOS (https://apple.co/2pb8F66) e Android (https://bit.ly/2HioUtv), ou no Portal de Negociação, no site da empresa, no link https://www.enel.com.br/pt-goias/Para_Voce/negocie_sua_divida.html.