Sem priorizar

Enderson avisa que poupará Santos o ‘mínimo possível’

Técnico vê torneio mata-mata como outro caminho para assegurar vaga na Copa Libertadores de 2015




Após ver o Santos vencer o Palmeiras por 3 a 1, no clássico deste domingo, no Pacaembu, o técnico Enderson Moreira não escondeu a sua satisfação com o desempenho da sua equipe, que assumiu a sétima posição do Campeonato Brasileiro, com 45 pontos e voltou a sonhar com uma vaga no G4 da competição. Para completar, a equipe foi às semifinais da Copa do Brasil após ter goleado o Botafogo por 5 a 0 e vê o torneio mata-mata como outro caminho para assegurar vaga na Copa Libertadores de 2015.

Ao comentar os dois caminhos que o time tem a seguir pela frente o treinador ressaltou a boa condição física exibida pelos jogadores diante dos palmeirenses e avisou que tentará usar força total à disposição em todas as partidas até o final da temporada. “Só vamos poupar se alguém não tiver condições físicas. A intenção é mudar o mínimo possível daqui para frente” afirmou, em entrevista coletiva, na qual também enfatizou: “O Santos está crescendo e já tem maturidade para jogar fora de casa. A nossa defesa está entre as mais consistentes. Queremos buscar nossos dois objetivos”.

Enderson também fez questão de valorizar o trabalho de um profissional que não faz mais parte da comissão técnica da equipe santista, mas que agora está rendendo frutos ao time alvinegro. “Neste momento em que o Santos está evoluindo, quero ressaltar a preparação do grupo, que começou com o Ricardo Rosa (preparador físico que pediu demissão no mês passado)”, disse.

Mas, embora confie na resistência do seu elenco à maratona de jogos que o Santos fará nesta reta final da temporada, o comandante voltou a criticar o calendário do futebol nacional, que ainda coincide com a disputa de amistosos da seleção brasileira.

“Estamos num campeonato com regras estabelecidas e temos de disputar. Precisamos ter pessoas que pensem mais no jogo, não podemos ter tentas partidas em sequência. Uma equipe que consegue uma vaga na semifinal da Copa do Brasil não pode ser penalizada. Um time com jogadores de alto nível não pode ser punido quando eles vão para a seleções. Temos de pensar o calendário de forma mais inteligente”, analisou.