Consumidor

Empresas de telefonia e bancos continuam liderando o ranking de reclamações do Procon Goiânia

Companhias desses ramos ocupam as seis primeiras posições do levantamento do Sistema de Informação Nacional de Defesa do Consumidor (Sindec)




Como já ocorre há meses, as empresas de telefonia e os bancos dominaram o ranking de reclamações do Procon Goiânia em setembro. O levantamento do Sistema de Informação Nacional de Defesa do Consumidor (Sindec) demonstrou que Oi, Claro e Vivo lideram os índices de insatisfação dos consumidores.

Fernando Valadares, superintendente do órgão, relata que as principais reclamações em relação às operadoras de telefonia são relativas à cobrança indevida ou abusiva e serviço não fornecido ou apenas parcialmente fornecido. “Já em relação a Oi, a questão permeia a recuperação judicial que a empresa passa no momento e que levou à demissão de muitos funcionários, precarizando o atendimento ao consumidor”, explica.

Em relação aos bancos, Caixa Econômica e Bradesco, que ocupam 4ª e 6ª colocações, respectivamente, o superintendente relata que os problemas causados pela greve vão de cobranças indevidas a denúncias de que não estão disponibilizando nenhum tipo de atendimento durante este período.

Para a décima colocada, a Celg, o gestor evidencia principalmente a demora em fazer a religação após o corte da linha de energia. “Cobrança indevida/abusiva, ocasionada por muitas vezes por erro de leitura ou de sistema, são também bem recorrentes,” relatou.

Fernando ressalta que dúvidas ou reclamações podem ser registradas por meio das redes sociais do Procon Goiânia ou diretamente na sede do órgão, na Avenida Tocantins, nº 191, Centro.

Confira o ranking das empresas mais reclamadas no mês de setembro em Goiânia:

1 – Oi

2 – Claro

3 – Vivo

4 – Caixa Econômica Federal

5 – Tim

6 – Bradesco

7 – Novo Mundo Móveis e Utilidades

8 – Sky

9 – Samsung

10 – Celg