Nesta segunda-feira

Empresários da Hypera e Coca-Cola devem ser ouvidos na CPI dos Incentivos, na Alego

Comissão Parlamentar de Inquérito pode ser encerrada ainda este mês


Francisco Costa
Do Mais Goiás | Em: 02/12/2019 às 15:02:53

(Foto: Maykon Cardoso)
(Foto: Maykon Cardoso)

A partir das 15h desta segunda-feira (2), o Auditório Solon Amaral, na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), deve receber João Alves de Queiroz Filho, fundador da Hypera Pharma, e o presidente do Grupo Coca-Cola Refrescos Bandeirantes, José Alves Filho, para participarem das oitivas da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Incentivos Fiscais.

Na última segunda-feira (25), Jerry Alexandre, presidente do Sindicato das Indústrias de Arroz no Estado de Goiás, foi o entrevistado. Ele afirmou que Decreto 9.547, de 1º, de novembro de 2019, inviabilizava a “atividade industrial do arroz”, pois diminui a carga tributária do produto que vem de fora.

CPI dos Incentivos

A comissão, iniciada em março deste ano, investiga os benefícios fiscais e créditos outorgados concedidos às empresas no Estado. Presidido por Álvaro Guimarães (DEM), o colegiado foi idealizado pelo relator, Humberto Aidar (MDB).

Recentemente, Álvaro fez questão de ressaltar, ao rebater críticas de entidades industriais à comissão, que o argumento de que a investigação pode afugentar investimentos e comprometer a segurança jurídica no Estado não procede. Ele disse que a CPI vai proteger empresas conhecidas por boas práticas em prestação de serviços. Para o parlamentar, segundo o qual a comissão pode terminar ainda este mês, a alegação “é conversa para boi dormir”.