Transporte urbano

Empresa lança serviço de transporte por aplicativo com motos, em Goiânia

Aplicativo começou a funcionar nesta quinta-feira (13), com um dia inteiro de corridas gratuitas para todos os usuários

Cidades

Leicilane Tomazini
Do Mais Goiás | Em: 13/02/2020 às 13:32:57

(Foto: Marcos Santos/USP Imagens)
(Foto: Marcos Santos/USP Imagens)

Começou a funcionar nesta quinta-feira (13) o aplicativo de motos voltado ao transporte de passageiros, em Goiânia. A startup Picap, responsável pelo serviço, já atua em São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Salvador, Fortaleza, Manaus e Teresina.

Na inauguração, a empresa oferece um dia inteiro de corridas gratuitas para todos os usuários. Para ter acesso ao benefício basta ao interessado baixar o aplicativo e acionar o cupom que dá direito ao desconto.

Segundo a Picap, neste primeiro momento, os motoristas ficarão com 100% do valor da corrida, além disso, a empresa pretende dobrar sua posição no Brasil neste ano e anunciou recentemente que prevê investir o equivalente a R$ 22,5 milhões, em 2020.

De acordo com a empresa, este é um serviço que apresenta uma solução barata, rápida e ágil em relação aos graves problemas de mobilidade urbana existentes, principalmente, nos grandes centros urbanos. “Na prática, ela permite que o usuário fuja dos congestionamentos e consiga otimizar o seu tempo no dia a dia”, segundo CEO da empresa, Diogo Travasos.

A empresa nasceu na Colômbia, em 2016, e atingiu uma média de um milhão de viagens realizadas mensalmente, a partir de uma base de 20 mil motociclistas ativos e 200 mil usuários. Atualmente, a empresa conta com 150 mil usuários, além de oito mil motociclistas cadastrados. A expectativa da empresa é de dobrar sua atuação na América Latina no próximo ano.

Como funciona

Para fazer o registro é necessário baixar o aplicativo disponível em Android e IOS, e preencher as informações solicitadas. Para fazer o pedido do transporte basta pode colocar o endereço em que se encontra e logo após adicionar o endereço de destino, e ao final clicar em “Solicitar serviço”.

SMT

Em nota, a SMT informou que ainda não foi oficialmente acionada pela administração da plataforma para cumprir as exigências do município.

“A própria lei 12.587/12 que institui as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana, em seu artigo 18, define que é atribuição do município planejar, executar e avaliar a política de mobilidade, entre elas o uso de aplicativos para transporte de passageiros. A Secretaria entende ser válida toda iniciativa que auxilie na mobilidade, mas é preciso estar atento ao impacto destes serviços no trânsito da cidade e, em especial, atentar para a segurança de todos”.