Murillo Soares
Do Mais Goiás

Emilly é a vencedora do Big Brother Brasil 17

Com 58% da preferência do público, a sister é a nova milionária do Brasil, abocanhando o prêmio de R$ 1,5 milhões do reality show

Depois de 80 dias de confinamento, o Big Brother Brasil chegou ao fim. Nesta quinta-feira (13), Emilly Araújo foi coroada a vencedora da 17ª edição do reality show, com 58% dos votos do público. Ao todo, foram mais de 138 milhões de votos, o recorde da temporada, segundo o apresentador, Tiago Leifert. Ieda terminou em terceiro lugar, com 1% dos votos. Vivian ficou em segundo, com 41% dos votos. “O público escolheu o coração para vencer esta edição”, disse ele.

Antes do anúncio do vencedor, entretanto, Tiago Leifert já alertou as participantes: “quando vocês sairem, a vida de vocês vai mudar”. Vivian definiu o momento como “o ápice da felicidade com ansiedade”, pensando em quem as esperam do lado de fora da casa.

Emilly, a vencedora, apostou em nostalgia. “A gente quer sair, mas sabe que vai morrer de saudade de tudo isso aqui”, definiu. Ieda, foi além: “a expectativa que eu criei era uma coisa, mas estar aqui é maior que qualquer sonho”.

A cerimônia da final do BBB contou com todos os ex-participantes, incluindo Marcos, que foi expulso do programa após indícios de agressão contra a então namorada, Emilly (e não interagiu com os outros ex-BBBs). Teve também show com os técnicos do The Voice: Carlinhos Brown, Claudia Leitte, Lulu Santos e Michel Teló.

Considerações finais

Emilly, Ieda e Vivian, as três finalistas do reality show, fizeram seus agradecimentos finais. “Deus não coloca nenhum sonho impossível dentro da gente. Meu maior sonho é dar estabilidade à minha família”, disse a gaúcha.

A septuagenária, por outro lado, não falou do futuro, e sim do presente. Quer dizer: “estou vivendo meu futuro. Meu futuro é hoje”. “Estou levando uma experiência muito grande daqui. A gente vai aprendendo, ensinando”, completou.

Vivian, que falou por último, frisou a parte boa: “Eu sou uma pessoa muito mais feliz por estar aqui”. “Representei boa parte dos brasileiros que gostaria de estar aqui”, disse. “Fomos bem cuidadas, amamos cada segundo. Viveria tudo isso aqui de novo, se necessário”, completou.

Memórias

“A gente mostrou tudo pra vocês, do jeito que aconteceu. Queremos que vocês fiquem com as boas memórias desta edição”, disse Leifert. O reality, então relembrou redenções, amizades e perdão. Além da formação de grupos de amigos e casais. Mais do que isso, houve uma retrospectiva de tudo que aconteceu no BBB 17.

A produção dividiu a linha do tempo em 7 fases, como se fosse um vídeogame: Os Gêmeos (os primeiros a entrar na casa); Conflito de Gerações (os mais jovens versus os mais velhos); Agente do Caos (Elis sendo pintada como a grande vilã da edição); Fim do Confination (uma banda fictícia entre os participantes cuja separação deu início às panelinhas); Muro (quando dividiu-se a casa entre Mexicanos e Americanos); Início do Fim (quando as panelinhas começaram a se dissolver); e Final Feminina (Ieda, Emilly e Vivian como sobreviventes).

 

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal www.EMAISGOIAS.com.br pelo WhatsApp (62) 98272-3896 ou entre em contato pelo (62) 3259-6500