Vai para a Alego

Em votação apertada, TCE recomenda rejeição de contas do governo do estado no ano de 2018

Decisão atinge os tucanos Marconi Perillo e José Eliton. Essa é a segunda vez na história que as contas do governo são rejeitadas


Artur Dias
Do Mais Goiás | Em: 04/06/2019 às 19:28:23

José Eliton e Marconi Perillo (Foto: Divulgação/Jota Eurípedes)
José Eliton e Marconi Perillo (Foto: Divulgação/Jota Eurípedes)

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) recomendou a rejeição das contas do Governo do Estado referentes ao ano de 2018, período em que Marconi Perillo e José Eliton (ambos do PSDB), foram governadores. O relatório foi votado nesta terça-feira (4). O relatório foi feito pelo conselheiro Saulo Marques Mesquita e será encaminhado para a Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), a quem cabe acatar ou não a análise.

A votação foi apertada: três votos pela rejeição contra dois pela aprovação, com recomendações. O desempate foi feito pelo presidente do TCE, Celmar Rech. Em sua declaração de voto, ele afirmou que “os autos evidenciam a falta de esforço dos governantes em dar solução aos problemas que redundam na situação caótica em que se encontra a administração pública estadual”.

Essa foi a segunda vez que as contas do governo do estado foram reprovadas. A primeira foi em 2010, o último ano de gestão de Alcides Rodrigues (PATRI), hoje deputado federal. Além de rejeitar as contas, o relatório contem ainda 40 determinações e recomendações ao governo do Estado e aos poderes e órgãos autônomos.

O Mais Goiás entrou em contato com as assessorias dos ex-governadores, mas até o fechamento da matéria não houve resposta.