Murillo Soares
Do Mais Goiás

Em “Power Rangers”, um dos heróis será homossexual

Segundo o diretor do longa, a cena em que a Ranger Amarela se assume é importante e faz pensar que todos temos que descobrir quem somos

A expectativa para o novo filme dos “Power Rangers” está cada vez mais alta. Nesta segunda-feira (20), o diretor do longa-metragem, Dean Israelite, afirmou que Trini, a Ranger Amarela será a primeira super-heroína homossexual em um filme de Hollywood.

A personagem, vivida pela atriz e cantora Becky G, deverá assumir a orientação sexual quando estiver com problemas no relacionamento. “Trini realmente está questionando quem ela é. Eu acho que o bom dessa cena é dizer que todas as crianças têm que descobrir quem são e encontrar a própria tribo”, explicou Dean.

Trini, a Ranger Amarela, vivida por Becky G (Foto: Divulgação)

“Power Rangers” estreia no Brasil no dia 23 de maio.

Tempos mudaram

Esta declaração entra em contraste com falas de David Yost, o primeiro Ranger Azul da televisão. Segundo o ator, que é abertamente gay, ele foi obrigado a deixar a produção no final da década de 1990 por sofrer homofobia nos bastidores.

Em 2010, o ator contou que o tratamento dos colegas de elenco o deixavam ainda mais confuso quando à sua sexualidade. “Estava tão mal que pensei em tirar minha própria vida”, contou ele ao site “No Pink Spandex”.