Do Mais Goiás

Em grande fase no Goiás, goleiro Tadeu cobra concentração máxima contra o Brasil de Pelotas

Goiás e Brasil de Pelotas se enfrentam no sábado (18), às 19 horas, na Serrinha

Tadeu durante treino no Goiás
Tadeu durante treino no Goiás. Foto: Rosiron Rodrigues - Goiás

Tadeu vive um de seus melhores momentos no Goiás, além de boas defesas, os números do arqueiro são de destaque. O time possui a melhor defesa da Série B, com apenas 14 gols sofridos, em 23 jogos. A defesa também se mostrou ser muito sólida durante toda a competição, já que em 12 partidas, a equipe não foi vazada.

O bom momento defensivo se reflete na classificação, atualmente, o Goiás é o segundo colocado, com 42 pontos e está há 5 pontos do Avaí, primeiro time fora do G-4. Tadeu destaca que o bom momento é fruto do trabalho coletivo e que nas próximas rodadas ele quer melhorar ainda mais os números da defesa.

“Para mim todos estão se destacando, o elenco tem sido importantíssimo para a campanha. Fico feliz em estar ajudando, temos a defesa menos vazada isso é fundamenta para brigarmos por título e acesso, ter esse equilíbrio tem ajudado muito a gente a obter os bons resultados. Tenho vivido um momento importante, ajudado lá atrás. É um momento especial e isso me faz trabalhar ainda mais para melhorar meus números”, disse o arqueiro.

Jogo entre Goiás e Brasil de Pelotas

Para se manter na caça ao líder Coritiba, que soma 45 pontos, o Goiás terá mais um desafio em casa. No sábado (18), o esmeraldino irá receber o Brasil de Pelotas, na Serrinha, às 19 horas e apesar do rival estar na 19ª colocação, Tadeu quer o máximo de atenção e concentração da equipe para o duelo. Isso porque, o time gaúcho foi um dos três times da Série B que derrotaram o alviverde. Ponte Preta e Náutico foram outras equipes que venceram o Goiás.

“Com certeza vai ser um jogo complicado. Eles precisam da vitória, estão em uma situação delicada, estão trabalhando para sair. Para nós, o parâmetro é o jogo contra o CRB, de entrega, concentração, temos de repetir isso no jogo contra o Brasil. Por jogar em casa precisamos impor o ritmo, tomar conta do jogo e a concentração estar no máximo possível para conseguirmos a vitória”, concluiu Tadeu.