Venda em casa

Em Anápolis, dupla faz “saldão” de mercadorias irregulares e é presa por estelionato

Homens anunciavam produtos adquiridos por cartões clonados pela metade do preço em grupos de WhatsApp

Cidades

Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 21/02/2020 às 17:14:01

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Dois homens foram presos por estelionato, no bairro Lourdes, em Anápolis, na última quinta-feira (20). Com eles, foram recuperadas diversas mercadorias no valor de R$ 26 mil. Estas, segundo informações da Polícia Militar (PM), foram adquiridas por boletos em nome de “laranjas” e cartões de créditos clonados.

Os produtos recolhidos foram: dois iPhones 11 Pro Max, além de outros dois celulares smartphones; um ar condicionado; quatro pares de tênis; cinco notebooks; uma poltrona; e um jogo de quadros. Tanto as mercadorias quanto os suspeitos foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Anápolis.

Ao Mais Goiás, o tenente Braquiel informou que a dupla anunciou os produtos pela metade do preço em grupos de WhatsApp do bairro. As vendas eram realizadas na residência dos suspeitos, que era alugada.

A PM foi procurada por meio de denúncia anônima, que relatou à corporação sobre grande movimentação no local. Ao chegar, a polícia constatou que a dupla vendia produtos sem procedência. “No boleto, era utilizado nomes até de pessoas que já estavam mortas”, informou o tenente.

Questionado se os indivíduos tinham passagem, ele afirmou que a polícia não constatou a antecedência. Apesar de morarem no local alugado, eles não tinham parentesco, segundo o PM.