Do Mais Goiás

Em 21 dias, justiça condena homem que ameaçou a própria mãe, em Iporá

De acordo com o processo, réu se referiu à idosa como “velha enjoada”, “velha nojenta”, “velha desgraçada” e “velha vagabunda”

Em 21 dias, justiça condena homem que ameaçou a própria mãe, em Iporá
(Foto: Reprodução)

A justiça condenou um homem de 60 anos que humilhou e ameaçou a própria mãe, de 78 anos, em Iporá, a cerca de 227 km de Goiânia. Desde a prisão, o judiciário levou 21 dias para concluir o processo. O autor, cuja identidade não foi revelada, cumprirá a pena de um mês de reclusão, um mês e 15 dias de detenção e 60 dias de multa em regime aberto por injúria qualificada contra a mãe e também ameaças ao seu irmão.

De acordo com os autos, na noite do dia 7 de abril, o homem chegou em casa, depois de consumir bebidas alcóolicas, “a injuriou, em razão de sua condição de idosa”. No processo, consta que ele se referiu à idosa como “velha enjoada”, “velha nojenta”, “velha desgraçada” e “velha vagabunda”.

O irmão do autor tentou contê-lo, mas ele pegou uma faca e começou a fazer ameaças a ambos. “Você não faz nada pra mim, eu vou te matar, sua desgraça”. O problema só terminou quando a cunhada dele chamou a Polícia Militar (PM), que o prendeu em flagrante.

O juiz responsável pelo caso, Samuel João Martins, afirmou que, além das penas de reclusão e detenção, foram estabelecidas medidas cautelares. Ele não poderá se aproximar ou manter contato com a mãe. Além disso, seus direitos políticos foram cassados enquanto durar a pena.