Serial killer

Em 2013, suposto serial killer enviou cartas à polícia se dizendo assassino

A carta foi publicada na edição deste sábado do jornal O Popular





//

O suposto serial killer Tiago Henrique Gomes da Rocha, de 27 anos, foi identificado como autor de duas cartas anônimas de mesmo conteúdo, enviadas à Polícia Civil de Goiás em 2013, em que o remetente informa já ter matado 11 pessoas e avisa que pretende matar mais. O documento foi obtido com exclusividade pelo jornal O Popular e publicado na edição deste sábado.

Em um trecho das cartas, o autor diz que já matou de todas as formas. Além disso, ele desafia a polícia: “Não tentem me parar pois vou até o fim disso. Boa sorte à vocês”.

O texto foi digitado e impresso em computador e data de 21 de maio de 2012. Entretanto, um dos envelopes foi postado em 9 de março de 2013.

O destinatário com o endereço da DIH (Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios), no Setor Cidade Jardim, foi escrito à mão e o envelope postado na agência dos Correios no bairro Conjunto Vera Cruz, mesmo setor onde Tiago Henrique morava com a mãe.

Preso desde outubro do ano passado, Tiago confessou à Polícia Civil ter matado 29 pessoas desde 2011. Ele responde na Justiça a sete homicídios, além de dois roubos a uma agência lotérica da capital.

Veja a seguir a íntegra do texto:

“Goiânia, 21 de maio de 2012

Cara polícia de Goiânia, venho através desta, comunicar a vocês que nos próximos tempos os senhores terão muito trabalho a fazer. Quem vos fala é um cidadão cujo único objetivo é matar. Serei direto: sou um assassino em série ou se preferir podem me chamar de serial killer, até agora matei apenas 11 pessoas, mas estou evoluindo muito bem.

Matei de todas as formas, mas o meu método é esfaquear até a morte, e garanto a vocês que todos os casos não resolvidos de homicídio por esfaqueamento certamente fui eu. Não tentem me parar pois vou até o fim disso. Boa sorte à vocês!. Ass: Facada. Grato.”

Tópicos