DOIS PRESOS

Dupla que roubava caminhonetes adquiria carros em leilão para por peças do desmanche

Além de dois mandados de prisão, a polícia também cumpriu cinco mandados de busca e apreensão


Francisco Costa
Do Mais Goiás | Em: 14/01/2021 às 16:49:11

(Foto: Polícia Civil)
(Foto: Polícia Civil)

Foram presos, após o cumprimento de mandatos de prisão preventiva na segunda-feira (11) e terça-feira (12), dois suspeitos de integrar uma organização criminosa especializada em roubo, corte e desmanche de caminhonetes de luxo de cidades do interior de Goiás. Segundo o delegado Marco Aurélio Euzébio, da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA), eles eram responsáveis por veículos e sucatas em leilões para utilizar as peças dos veículos roubados e, depois, revender.

Esta ação, vale destacar, faz parte da última fase da Operação Sem Divisas. A primeira fase da operação ocorreu em 9 de novembro de 2020. Na ocasião, outros quatro investigados morreram após troca de tiros em um desmanche, localizado na região do parque industrial, em Goiânia.

Assim, além dos dois mandados de prisão desta etapa, a polícia também cumpriu cinco mandados de busca e apreensão nos dois dias de ação. Destes, dois foram realizados em lojas da Canaã, em Goiânia; um em Inhumas; e outro no Pará.

Delegado Marco Aurélio Euzébio (Foto: Jucimar de Sousa)

De acordo com o delegado, os seis [os dois presos mais os quatro que morreram no ano passado] completam a quadrilha, ou seja, não há outros suspeitos. Com o inquérito encerrado, a futura ação penal correrá em São Luiz dos Montes Belos, onde aconteceu um dos furtos. “A investigação comprovou mais de dez furtos, mas foi muito mais. Era uma das maiores associações criminosas do Estado”, declara Marco.

(Foto: Polícia Civil)