Assalto

Dupla que participou de ataque a carros-fortes em Goiás é presa em São Paulo

Quadrilha matou seguranças, explodiu e roubou dinheiro de dois veículos.





//

A Polícia Civil de Goiás afirmou que os dois homens presos em São Paulo integram a quadrilha que, fortemente armada, explodiu dois carros-fortes e matou três seguranças na BR-153, entre Morrinhos e Goiatuba, na tarde da última segunda-feira (1º/12)..

Eles foram localizados por agentes do Departamento Investigações Criminais (Deic) trafegando em um caminhão carregado com armas e explosivos na zona leste de São Paulo.

Durante a ação, os assaltantes usaram dois caminhões para fechar a rodovia e atiraram com fuzis e metralhadoras, obrigando os motoristas dos blindados a parar o veículo.

Três dos 12 seguranças que ocupavam os veículos foram baleados e mortos pelos ladrões. Após ferir os seguranças, os assaltantes explodiram dois dos carros-fortes para levar o dinheiro.

A polícia goiana pediu apoio à Polícia Civil de São Paulo, que passou a monitorar os acessos ao Estado. A dupla trafegava em um caminhão carregado de engradados plásticos. Eles foram abordados na Rua Doutor Assis Ribeiro, na região da Penha. Durante a inspeção, os policiais encontraram um compartimento secreto na carroceria do veículo.

Os dois ocupantes e o veículo foram escoltados até a sede do Deic, na zona norte, onde os policiais então verificaram o que estava escondido. Foram apreendidos um rifle antiaéreo, seis fuzis, uma pistola 9 milímetros, munição e carregadores, além de 39 explosivos e material para detonação.

Havia também duas bombas equipadas com ímãs potentes, que servem para fixar os artefatos nos cofres dos blindados. Os bandidos também possuiam coletes balísticos, uniformes táticos, máscaras, rádios comunicadores e R$ 710 mil.

A titular da Deic (Delegacia Estadual de Investigações Criminais) de Goiás, Adriana Ribeiro, explicou que os suspeitos confessaram à polícia a participação no assalto. No entanto, segundo a delegada, como eles usam documentos falsos, ainda não foram identificados.

O responsável pelo Grupo Antirroubo a Banco da Deic, Alex Nicolau Nascimento Vasconcelos, viajou para São Paulo nesta quarta-feira para interrogar os homens detidos e ajudar nas investigações.

A dupla foi autuada em flagrante e permanece presa na sede do Deic. Além deles, a polícia acredita que cerca de oito pessoas participaram do assalto. Eles seguem foragidos. (Com a Band)