Na portaria

Duas são presas com “sanduíches de celular” e LSD em cadeia de Itumbiara

Em ambos os casos foram abertos procedimentos administrativos internos para apuração das ocorrências e aplicações das sanções disciplinares aos custodiados destinatários dos materiais


Leicilane Tomazini
Do Mais Goiás | Em: 19/08/2020 às 12:30:16

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Duas mulheres foram flagradas tentando entrar com celulares e drogas no presídio de Itumbiara, no Sul do estado, na última terça-feira (18). Os casos distintos foram encaminhados à Polícia Civil do município. Enquanto uma delas tentou entrar na cadeia com pães recheados com celulares, a outra tentou esconder cartelas de LSD em rolos de papel higiênico.

Os “sanduíches” foram os primeiros detectados por agentes do sistema prisional. De acordo com a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), os objetos estavam em posse de uma jovem de 22 anos, esposa de um custodiado que cumpre pena no local por tráfico de entorpecentes.

Selos de LSD estavam dentro de rolos de papel higiênico (Foto: divulgação/SSP)

Selos de LSD estavam dentro de rolos de papel higiênico (Foto: divulgação/SSP)

Momentos depois, outra mulher, de 32 anos, tentou repassar cartelas de LSD escondidas em rolos de papel higiênico. Os entorpecentes seriam entregues ao seu primo e filho, que cumprem pena por furto e roubo.

Em ambos os casos foram abertos procedimentos administrativos internos para apuração das ocorrências e aplicações das sanções disciplinares aos custodiados destinatários dos materiais.