Da Redação
Do Mais Goiás

Duas pessoas são presas suspeitas de matar motorista de aplicativo, em Anápolis

Vítima estava desaparecida desde segunda (16) e foi encontrada dentro de uma cisterna em Novo Gama. Suspeitos responderão por homicídio, ocultação de cadáver e furto

Duas pessoas são presas suspeitas de matar motorista de aplicativo, em Anápolis
Duas pessoas são presas suspeitas de matar motorista de aplicativo, em Anápolis

Duas pessoas foram presas suspeitas de terem matado o motorista de aplicativo Francisco Marcelino Pereira, de 48 anos, em Anápolis, a cerca de 60 km de Goiânia. Ele estava desaparecido desde de segunda-feira (16) e foi encontrado morto nesta quinta-feira (19) em uma cisterna no município de Novo Gama, no entorno do Distrito Federal.

De acordo com informações da Polícia Civil (PC), Francisco foi chamado para fazer uma viagem de Anápolis a Novo Gama. Três pessoas embarcaram no veículo dele: Igor Mateus Mota Martins, Henrique Rodrigues de Freitas e um menor de idade que ainda está foragido. Durante a viagem, o motorista foi rendido, levado a um matagal e estrangulado com uma corda.

O delegado responsável pela investigação, Cleber Junio Martins, informou que, após o crime, os suspeitos pegaram o carro da vítima, voltaram para Anápolis e o abandonaram em uma via pública. Cleber contou ainda que os suspeitos confessaram e que o crime foi premeditado.

“O motorista de aplicativo já teria feito algumas viagens para a companheira de Igor”, disse o delegado. “Em sua confissão, ele disse que a vítima teria assediado ela e isso o desagradou. Foi isso que motivou o planejamento e a execução do crime”.

Igor e Henrique responderão pelos crimes de homicídio, ocultação de cadáver e furto. Se condenados por todos os crimes, podem pegar entre oito e 27 anos de prisão.