Goiânia

Doses de vacina contra H1N1 estão esgotadas na rede municipal

Para esta etapa foram fornecidas pelo Ministério da Saúde 83 mil doses, o que corresponde a 25% do total do público-alvo da campanha, de 332 mil pessoas




 Quem for em busca de doses da vacina contra H1N1 em Goiânia vai voltar para casa frustrado. Apesar de a segunda etapa da campanha de vacinação ter sido iniciada na segunda-feira (2/5), na quarta-feira (4) as doses já estavam esgotadas.

Para esta etapa foram fornecidas pelo Ministério da Saúde 83 mil doses, o que corresponde a 25% do total do público-alvo da campanha, de 332 mil pessoas. Na primeira etapa, iniciada em 12 de abril, foram vacinadas 175 mil, ou 52% do total.

A quantidade de pessoas imunizadas, 258 mil, corresponde a 77% das pessoas no grupo de risco. O número é pouco menor que os 266 mil (80%) esperados para serem vacinados durante toda a campanha, prevista para se encerrar em 20 de maio.

A gerente de imunização da Secretaria Municipal de Saúde, Grécia Pessoni, afirma que a alta procura pegou o órgão de surpresa. “Todos os anos fazemos campanha, contudo, normalmente precisamos recorrer à televisão para convocar a população, principalmente crianças e idosos, Mas neste ano a procura foi geral”, diz.

Segundo ela, uma das explicações para a alta demanda foi a divulgação nos veículos de comunicação justamente do fato de a vacina estar sendo bastante buscada. Com medo de ficarem sem, aqueles que normalmente deixam para última hora correram para garantir sua parte.

Mas não há motivos para alarme para quem ainda não se imunizou. “Todos os anos o MS manda doses para 100% do público-alvo. Ocorre que todos os anos sobravam cerca de 20% das doses dos idosos e das crianças, por exemplo, então atendíamos outros grupos depois, como motoristas de ônibus e militares. Neste ano isso não deve acontecer”, ressalta.

Os grupos selecionados para receberem a vacina incluem crianças, de seis meses a quatro anos de idade, trabalhadores da área da saúde que atendem casos de Influenza, idosos, portadores de doenças crônicas, gestantes e mulheres até 45 dias após o parto.

Conforme a gerente, novas doses da vacina devem chegar no sábado (7) e a terceira etapa da campanha deve começar na segunda-feira (9).