Dois morrem e 41 ficam feridos em acidente com ônibus clandestino em Goiânia

Polícia Civil investiga as causas do acidente e confirma transporte clandestino; vítimas foram atendidas em hospitais e estão abrigadas em ginásio da capital; mortos não foram identificados


Jairo Menezes
Do Mais Goiás | Em: 27/01/2019 às 08:42:38

Vítimas ainda não foram identificadas, e trabalho para saber quem são os mortos continua, no Instituto Médico Legal de Goiânia, após acidente com ônibus clandestino (Foto: PRF-GO)
Vítimas ainda não foram identificadas, e trabalho para saber quem são os mortos continua, no Instituto Médico Legal de Goiânia, após acidente com ônibus clandestino (Foto: PRF-GO)

Dois passageiros ainda não identificados morreram e 41 ficaram feridos, após capotamento. O acidente aconteceu na madrugada deste domingo (27), no perímetro urbano da BR-153, em Goiânia. A região fica próximo ao Ginásio Goiânia Arena e o Estádio Serra Dourada. Passageiros tiveram de ser levados ao estádio, para receber os primeiros socorros. As vítimas iam do Maranhão para São Paulo.

O veículo, que tem placas de Simplício Mendes (PI), saiu de São Mateus (MA), com destino a São Paulo (SP). Eram transportados 49 pessoas: 43 passageiros adultos, três crianças, dois motoristas e o guia do coletivo, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A Polícia Civil já iniciou a investigação das causas do acidente, mas confirmou, através da Delegacia de Investigação em Crimes de Trânsito (Deic), que o ônibus estava em situação irregular e, por tanto, era clandestino.

Dois passageiros morreram e 41 ficaram feridos em capotamento com ônibus clandestino, no perímetro urbano da BR-153, em Goiânia (Foto: PC-GO)

Dois passageiros morreram e 41 ficaram feridos em capotamento com ônibus clandestino, no perímetro urbano da BR-153, em Goiânia (Foto: PC-GO)

As autoridades ainda não sabem o que fez o coletivo sair da pista e tombar fora da rodovia. O que se sabe é que o ônibus despencou de uma altura de cerca de dez metros.

Com o impacto, 41 pessoas ficaram feridas e duas passageiros morreram. Viaturas de socorro da Concessionária, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Polícia Militar e da PRF, com cerca de 80 servidores, deram atendimento ao acidente.

Os mortos ainda não foram identificados, porque não estavam com documentos próximos dos corpos, segundo informou o Instituto Médico Legal de Goiânia (IML). O Instituto de Identificação ficará a cargo de identificar as vítimas, e este trabalho pode acontecer durante o domingo.

As vítimas com vida foram encaminhadas para o Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO) alguns CAIS e passageiros foram levados para o Goiânia Arena para receber os atendimentos preliminares. Vítimas ainda estão no ginásio, sob os cuidados da Defesa Civil.