Violência

Dois homens são presos logo após cometerem homicídio, em Trindade

Segundo a Polícia Militar (PM), o crime seria motivado por acerto de contas entre facções criminosas rivais. Envolvidos já possuíam diversas passagens pela polícia


Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás | Em: 21/04/2019 às 13:30:56

Suspeitos foram levados para a Central de Flagrantes de Trindade (Foto: Divulgação/PM)
Suspeitos foram levados para a Central de Flagrantes de Trindade (Foto: Divulgação/PM)

Dois homens foram presos, na noite deste sábado (20), logo após matarem Leandro Santos Silva, de 26 anos, na Vila Pai Eterno, em Trindade, na região metropolitana de Goiânia. Segundo a Polícia Militar (PM), Murilo Dias de Andrade, de 25 anos, e Thiago Souza Leite, de 24, teriam cometido o crime devido a um acerto de contas entre facções criminosas rivais.

De acordo com a PM, uma equipe do Comando de Policiamento Especializado (CPE) passava pelo local no momento em que a dupla cometia o crime. Leandro Santos Silva foi atingido por vários disparos. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Logo após avistarem a ação dos suspeitos, os militares tentaram uma abordagem, deram voz de prisão, mas eles não obedeceram e começaram a disparar contra os militares – que revidaram.  Após a troca de tiros, os dois suspeitos se renderam e foram presos pela polícia.

Para cometer o crime, eles utilizaram um Renault Sandero roubado no último dia 12, em Senador Canedo, e duas pistolas 9 milímetros. Durante conversa com os militares, os homens informaram que a vítima era integrante do Comando Vermelho e eles fazem parte do Primeiro Comando da Capital (PCC).

A dupla já possui extensa ficha criminal. Murilo já possui dez passagens e Thiago seis registros criminais, entre eles, por roubo e receptação. A vítima também já possuía passagem por tráfico de droga.

A dupla foi encaminhada para a Central de Flagrantes de Trindade. Já o corpo ficou aos cuidados do Instituto Médico Legal de Goiânia.

Armas aprendidas com os suspeitos (Foto: Divulgação/PM)