Do Mais Goiás

Djokovic fica perto de fechar ano em 1º no ranking

Sérvio está com 10.010 pontos, na primeira colocação da lista, contra os 8.700 de Federer

O sérvio Novak Djokovic está mais próximo de finalizar a temporada 2014 na liderança do ranking da ATP. O número 1 do mundo viu a sua vantagem para o segundo colocado, o suíço Roger Federer, alcançar os 1.310 pontos ao assegurar o título do Masters 1000 de Paris no último fim de semana.

Assim, agora Djokovic está com 10.010 pontos, na primeira colocação da lista, contra os 8.700 de Federer, que caiu nas quartas de final do torneio francês. Nas próximas semanas, serão disputados o ATP Finals, com a presença de ambos, e também a decisão da Copa Davis, em que Federer vai defender a Suíça em confronto com a França.

Nadal, que passará por cirurgia e não jogará o ATP Finals, está em terceiro lugar, com 6.835 pontos. Depois, uma diferença de apenas 455 pontos separa o quarto colocado da lista – o suíço Stan Wawrinka – do oitavo – o canadense Milor Raonic -, indicando uma disputa acirrada pelo posto de número 4 do mundo no ATP Finals.

Wawrinka, que caiu na terceira rodada em Paris, está com 4.895 pontos e agora é seguido pelo japonês Kei Nishikori, que alcançou pela primeira vez o Top 5 após ser semifinalista na França, chegando aos 4.625 pontos e ascendendo duas posições, assim como o britânico Andy Murray, agora o sexto da lista, com 4.475 pontos, depois de parar nas quartas de final no Masters 1000 da semana passada.

Eles ultrapassaram o checo Thomas Berdych, que caiu para o sétimo lugar com 4.465 pontos após ser semifinalista em Paris. O canadense Milos Raonic ascendeu duas posições e agora é o oitavo colocado, com 4.440 pontos, depois de ser vice-campeão na França.

O croata Marin Cilic segue em nono lugar no ranking, com 4.150 pontos, mesmo que não tenha jogado em Paris por estar lesionado. Vice-campeão do Masters 1000 francês no ano passado, o espanhol David Ferrer foi eliminado nas quartas de final em 2014, caiu quatro posições no ranking e agora está na décima colocação com 4.045 pontos.

Uma semana depois de entrar no Top 50, o brasileiro Thomaz Bellucci deixou o grupo por ter descartado a pontuação relativa ao título do Challenger de Montevidéu do ano passado. Assim, ele perdeu 11 postos e está na 54ª colocação com 824 pontos.

Outro tenista do País entre os 100 melhores do mundo, João Souza ganhou uma posição nesta atualização do ranking e agora está em 91º lugar com 593 pontos.