Cinema

Diretor de Festa da Salsicha vai refazer O Vingador Tóxico

Filme trash de baixíssimo orçamento foi lançado originalmente em 1984




Se você nunca viu O Vingador Tóxico: que bom pra você. É um daqueles filmes que de tão ruim acaba dando uma volta de 360° e ficando bom. Criado por Lloyd Kaufman e Michael Herz, o filme foi lançado em 1984 com um baixíssimo orçamento, recheado de nudez e violência gratuita.

Não preciso dizer que ele virou cult em dois segundos e acabou ganhando três sequências, se tornando marcante para muitos cineastas por conseguir conter uma crítica ácida – toda a pegada do filme é sobre poluição e ridicularizando os super-heróis – e vários níveis de ridículo e constrangimento em uma única película.

Essa monstruosidade fez tanto sucesso que gerou – e eu não estou de sacanagem – um musical off-Broadway que chegou a fazer uma turnê mundial, passando pelo Reino Unido, Canadá e Austrália.

Agora, mais de 30 anos depois, o diretor Conrad Vernon, co-diretor de Festa da Salsicha, disse que adoraria refazer O Vingador Tóxico como um filme de grande orçamento. Segundo o Deadline, Vernon deve dirigir uma versão “para menores” do Vingador, com uma pegada mais “Capitão Planeta” para as novas gerações.

Essa ideia no mínimo duvidosa veio dos produtores associados Richard Saperstein, Charlie Corwin e Akiva Goldsman (esse último até tem um Oscar e que está co-produzindo e escrevendo A Torre Negra). Os três adquiriram os direitos do Vingador em 2010 e agora querem tirá-lo do papel como um super-herói verde e boa praça.

O filme será escrito pelos roteiristas da série animada adulta Archer, Mike Arnold e Chris Poole. Ao Deadline, Vernon disse que dirigir O Vingador Tóxico é “a oportunidade de re-imaginar um ícone cult-clássico saído dos meus anos de Ensino Médio. É uma honra. Toxie é um ícone underground, do jeito que eu gosto”.

Ah é, o Vingador é chamado carinhosamente pelos fãs de “Toxie”. A nova versão ainda não possui previsão de estreia.