FolhaPress

Diretor de clipes de Madonna e Anitta diz que editará livro de Paulo Gustavo

"Você coloriu minha vida, amigo", publicou Giovanni Bianco

Amigos divulgam vídeo em que Paulo Gustavo critica falas de Bolsonaro Diretor de clipes de Madonna e Anitta diz que editará livro de Paulo Gustavo
(Foto: Reprodução Instagram)

O diretor Giovanni Bianco, 55, fez uma homenagem ao ator Paulo Gustavo, que morreu na última terça-feira (4) após complicações em decorrência da Covid-19. Bianco prometeu que irá editar um livro sobre a carreira do humorista.

Amigo de Paulo Gustavo e Thales Bretas, o diretor foi responsável pela estética em videoclipes de cantoras como Madonna, 62, e Anitta, 27. O último trabalho da artista brasileira, “Girl From Rio”, também é obra de Giovanni Bianco.

“Você coloriu minha vida, amigo, e te prometo que vou realizar o nosso projeto do seu livro que tem que ser mais lindo e mais luxuoso do que da Gisele (esse era o Paulo, até isso ele me fazia rir!)”, comenta o diretor, que também editou o livro em comemoração aos 20 anos de carreira de Gisele Bundchen.

“Choro por não ter conseguido realizar a tempo de você presenciar ele! Mas vou fazer o livro mais lindo da minha vida! Pois, você meu amor merece tudo! Te amo”, completou Giovanni Bianco. O humorista foi cremado nesta quinta-feira (6) em uma cerimônia com poucas pessoas.

Thales Bretas, marido de Paulo Gustavo, foi um dos primeiros a chegar ao velório. A mãe do ator, Déa Lúcia, e sua irmã, Ju Amaral, também já estão no local. Amigos próximos do ator estiveram no local para se despedir.

A cerimônia de despedida do ator começou às 8h40 com o velório no salão nobre do crematório. Ela terminou às 14h30 com a benção do reitor do Cristo Redentor Padre Omar.

Paulo Gustavo morreu na última terça-feira (4), aos 42 anos, após quase dois meses internado em um hospital da zona sul do Rio, devido a complicações da Covid. Antes da confirmação de morte, a equipe médica já tinha classificado seu quadro como irreversível.

“Após a constatação da embolia gasosa disseminada ocorrida no último domingo, em decorrência de fístula brônquio-venosa, o estado de saúde do paciente vem deteriorando de forma importante”, afirmava o último boletim médico.

O ator foi internado no dia 13 de março e respondeu bem ao tratamento. Porém, no dia 2 de abril, seu estado piorou e ele passou a respirar com a ajuda de ECMO (Oxigenação por Membrana Extracorpórea), uma espécie de pulmão artificial.

Nos dia seguinte, a equipe médica identificou uma fístula broncopleural, espécie de comunicação anormal entre os brônquios e a pleura, que foi corrigida. Paulo Gustavo também teve que receber uma transfusão de sangue, segundo seu marido.

Dias depois foi realizada uma toracoscopia, na qual uma nova fístula broncopleural foi identificada e corrigida. “Todos os profissionais têm se empenhado incessantemente pela sua recuperação”, afirmou boletim médico divulgado no último dia 11.

Tatá Werneck responde críticas após usar três máscaras em velório de Paulo Gustavo; leia

Giovanni Bianco quer trabalhar com Juliette; leia