FolhaPress

Dinamarca aprova lei que permite tirar refugiados do país

Requerentes de asilo teriam que aguardar análise do pedido em 'centro de recepção', provavelmente na África

Dinamarca aprova lei que permite expulsar refugiados do país (Foto: Divulgação)
Dinamarca aprova lei que permite expulsar refugiados do país (Foto: Divulgação)

O Parlamento da Dinamarca aprovou nesta quinta (3) uma lei que permite retirar do país requerentes de asilo, que teriam que aguardar a análise de seus pedidos em “centros de recepção” em outras nações, provavelmente na África.

A medida contraria os princípios de cooperação internacional para o asilo, segundo o Acnur (Alto Comissariado da ONU para Refugiados). A entidade não governamental Anistia Internacional disse que enviar de enviar requerentes de asilo a um terceiro país é “ilegal e inescrupuloso”.

País que foi um dos mais progressistas na recepção de refugiados —o primeiro país a assinar a Convenção das Nações Unidas sobre Refugiados em 1951—, a Dinamarca tem hoje uma das políticas mais duras da União Europeia em relação à imigração, ainda que seu ministro da área, o social-democrata Mattias Tesfaye, seja ele mesmo filho de um imigrante etíope.