DiCaprio e Amazônia viram Trending topics do Twitter após acusação de Bolsonaro

Depois do presidente dizer que ator estadunidense financiar entidades brasileiras que causaram incêndios na floresta amazônica, internautas reagem com memes


Francisco Costa
Do Mais Goiás | Em: 29/11/2019 às 19:28:29

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

No twitter, os trending topics desta sexta-feira (29) são Amazônia, com 73 mil tuítes, e DiCaprio, com 60,2 mil. As publicações estão relacionadas à afirmação do presidente Bolsonaro. Nesta sexta, acusou o ator Leonardo DiCaprio de financiar entidades brasileiras que causaram incêndios na floresta amazônica. A internet, claro, reagiu com memes.

Entre os que embarcaram no deboche está do deputado psolista, Marcelo Freixo (RJ).

Além do político, diversas outras pessoas compartilharam memes na rede social. Confira:

Acusação

A acusação de Bolsonaro ao ator foi feita durante uma conversa com um grupo de eleitores, no Palácio do Alvorada, e noticiada pela Folha de S.Paulo. “Agora, o Leonardo DiCaprio é um cara legal, não é? Dando dinheiro para tacar fogo na Amazônia”, acrescentou.

No último mês de agosto, DiCaprio afirmou que a Earth Alliance, fundação em que ele é fundador, doaria US$ 5 milhões para um fundo emergencial em apoio a entidades brasileiras que combatem queimadas.

Segundo apontado na matéria, não existe nenhuma prova sobre as acusações. Apesar disso, na quinta-feira (28), antes da fala de Bolsonaro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) já tinha dito que Leonardo DiCaprio financiava uma Organização Não Governamental (ONG) que “tocou fogo na Amazônia”.

Inclusive, nesta mesma quinta-feira, foram soltos, por determinação da Justiça do Pará, os quatro brigadistas presos no âmbito da operação Fogo de Sairé, da Polícia Civil do Pará. O Ministério Público Federal entendeu que não existem elementos que indiquem a participação dos detidos nos incêndios criminosos. A operação investiga a origem do fogo que atingiu uma área de proteção ambiental em Alter do Chão, em setembro.