Lágrimas + lágrimas

10 filmes de drama imperdíveis disponíveis na Netflix

Atuais ou não, a plataforma de streaming conta com um vasto catálogos de filmes de drama que valem a pena conferir


Rayana Caetano
Do Mais Goiás | Em: 24/10/2020 às 11:18:03

(Foto: Disponíveis)
(Foto: Disponíveis)

Um bom drama nunca faz mal a ninguém. Seja permeado por ação, suspense e até mesmo por comédia, filmes deste gênero agradam a gregos e troianos – e a Netflix sabe disso. Logo, recheou o catálogo com diversos títulos, alguns recentes, outros nem tanto.

Vale lembrar também que muitas das produções originais da gigante do streaming são dramas, assumindo o formato de séries ou filmes.

Confira uma lista com bons e atemporais filmes de drama disponíveis na Netflix:

Lion – Uma Jornada Para Casa

Indicado a seis Oscars em 2017, incluindo o de Melhor Filme, Lion conta a história real de Saroo, um indiano que, “quando tinha apenas cinco anos, se perdeu do irmão numa estação de trem de Calcutá e enfrentou grandes desafios para sobreviver sozinho até de ser adotado por uma família australiana. Incapaz de superar o que aconteceu, aos 25 anos ele decide buscar uma forma de reencontrar sua família biológica”.

História de um Casamento

Protagonizado por Scarlett Johansson e Adam Driver, História de um Casamento é uma produção original da Netflix, indicada ao Oscar 2020 em seis categorias, levando para casa a estatueta de Melhor Atriz Coadjuvante graças à atuação de Laura Dern.

“Nicole e seu marido Charlie estão passando por muitos problemas e decidem se divorciar. Os dois concordam em não contratar advogados para tratar do divórcio, mas Nicole muda de ideia após receber a indicação de Nora Fanshaw, especialista no assunto. Surpreso com a decisão da agora ex-esposa, Charlie precisa encontrar um advogado para tratar da custódia do filho deles, o pequeno Henry.”

Escritores da Liberdade

Baseado no best-seller O Diário dos Escritores da Liberdade, o filme relata uma emocionante história real e é protagonizado por Hilary Swank.

“Uma jovem e idealista professora chega a uma escola de um bairro pobre, que está corrompida pela agressividade e violência. Os alunos se mostram rebeldes e sem vontade de aprender, e há entre eles uma constante tensão racial. Assim, para fazer com que os alunos aprendam e também falem mais de suas complicadas vidas, a professora Gruwell lança mão de métodos diferentes de ensino. Aos poucos, os alunos vão retomando a confiança em si mesmos, aceitando mais o conhecimento, e reconhecendo valores como a tolerânica e o respeito ao próximo”.

Milagres do Paraíso

Com Jennifer Garner e Martin Henderson, Milagres do Paraíso foi lançado em 2016 e é baseado no livro de mesmo nome escrito por Christy Beam, que conta a história real de uma família de Cleburne, Texas.

“Christy e Kevin Beam são pais de três garotas: Abbie, Annabel e Adelynn. Eles vivem em uma confortável casa, junto com cinco cachorros, e acabam de abrir uma clínica veterinária, o que fez com que tivessem que apertar os cintos e hipotecar a casa. Cristãos convictos, os Beam vão à igreja com frequência. Um dia, Annabel começa a sentir fortes dores na região do abdome. Após muitos exames, é constatado que a garota possui um grave problema digestivo. Tal situação faz com que Christy busque a todo custo algum meio de salvar a vida da filha, ao mesmo tempo em que se afasta cada vez mais de sua crença em Deus”.

Minha Vida

De 1993, Minha Vida, protagonizado por Michael Keaton e Nicole Kidman, tem câncer, relações familiares e paternidade como temas principais.

“Bob Jones, proprietário de uma empresa de relações públicas, tem um casamento sólido e feliz. Gail Jones, sua mulher, espera um filho, mas ele é portador de um câncer inoperável e tem os dias contados Com isso, decide então gravar um vídeo para o filho, se apresentando e passando para ele toda sua experiência, desejando muito estar vivo no dia de seu nascimento”.

Sete Vidas

Indicado a prêmios como NAACP Image Award  e BET Award, Will Smith foi coroado como Melhor Ator após protagonizar o comovente Sete Vidas, de 2008.

“Ben Thomas é um agente do imposto de renda que possui um segredo trágico. Por conta disso, ele é um homem que tem um grande sentimento de culpa, o que faz com que salve as vidas de completos desconhecidos. Porém, tudo muda quando ele conhece Emily Posa, pela primeira vez é Ben quem tem a chance de ser salvo.”

12 Anos de Escravidão

Indicado em nove categorias do Oscar 2014, foi vencedor na de Melhor Filme e Melhor Atriz Coadjuvante, coroando Lupita Nyong’o.

Passado em 1841, 12 Anos de Escravidão revê a história real de Solomon Northup, um homem livre que vive em paz ao lado da família. “Um dia, após aceitar um trabalho que o leva a outra cidade, ele é sequestrado e acorrentado. Vendido como se fosse um escravo, Solomon precisa superar humilhações físicas e emocionais para sobreviver. Ao longo de doze anos ele passa por dois senhores, Ford e Edwin Epps, que, cada um à sua maneira, exploram seus serviços”.

O Menino que Descobriu o Vento

Baseado no livro de mesmo nome, O Menino que Descobriu o Vento conta a história real do jovem Kamkwamba, do Malawi, que, “sempre esforçando-se para adquirir conhecimentos cada vez mais diversificados, se cansa de assistir todos os colegas de seu vilarejo passando por dificuldades e começa a desenvolver uma inovadora turbina de vento”.

Adú

O filme espanhol Adú foi lançado recentemente pela Netflix e foi planejado a partir de diferentes histórias que o diretor Salvador Calvo conheceu enquanto voluntário da Comissão Espanhola de Ajuda aos Refugiados.

“Numa cidade autônoma de Melilla no norte da África pertencente à Espanha, um Guarda Civil chamado Mateo tem a tarefa de proteger o arame farpado que divide a cidade do resto da África, evitando a entrada de imigrantes. Coincidentemente, em uma reserva de Mbouma no Senegal, um consultor externo chamado Gonzalo deve impedir a matança de elefantes por caçadores ilegais, mas falha ao tentar salvar o mais importante da reserva. Com isso, o jovem Alika e seu irmão mais novo Adu são forçados a fugir de sua pequena cidade em Mbouma e precisam lidar com a perseguição por testemunharem acidentalmente o assassinato”.

Milagre na Cela 7

Aclamado mundialmente, Milagre na Cela 7 é um filme turco também produzido originalmente pela Netflix.

“Separado de sua filha por ser acusado de um crime que não cometeu, um homem com deficiência intelectual precisa provar sua inocência ao ser preso pela morte da filha de um comandante. Ele passa a contar com a ajuda de seus companheiros de cela e de quem também está do outro lado das grades”.