Violência

Detidos suspeitos de matar mulher encontrada embaixo de ponte no Jardim América, em Goiânia

Um adolescente foi apreendido e outro está foragido. Conhecido como Maranhão, este último é apontado como traficante com quem a vítima tinha uma dívida


Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás | Em: 26/10/2018 às 12:36:35

Menores foram encaminhados para a Delegacia de Investigações de Homicídios (Foto: Divulgação/ PM)
Menores foram encaminhados para a Delegacia de Investigações de Homicídios (Foto: Divulgação/ PM)

Foi preso na noite desta quinta-feira (25) Kayo Rodrigo Moraes da Silva, de 18 anos. Junto com ele, a Polícia Militar (PM) apreendeu um adolescente de 15. Eles são suspeitos de assassinarem Rosângela Corrêa Lima, de 51 anos, que estava desaparecida há quatro dias. O corpo dela foi encontrado na tarde da última quarta-feira (24) embaixo de uma ponte da Avenida C-4, no Jardim América.

Após levantamento de informações, os militares apreenderam o menor em um lava-jato no mesmo setor. Aos policiais, o adolescente destacou que sabia onde estariam os outros envolvidos no assassinato. Após patrulhamento no bairro, Kayo foi encontrado na esquina das ruas C-129 com C-107.

Ao avistar os policiais, Kayo ainda tentou fugir por meio de um matagal que dá acesso ao Córrego Cascavel, mas foi alcançado e detido. Em entrevista, o adulto confessou ter participado do homicídio e revelou ter recebido ajuda de outro menor, conhecido como Maranhão, o qual está foragido. De acordo com a Polícia Civil (PC), Maranhão é apontado como traficante com o qual a vítima tinha uma dívida. A dupla foi encaminhada para a Delegacia de Investigações de Homicídios (DIH).

Corpo encontrado

O cadáver foi encontrado por policiais do Batalhão de Operação Especiais (Bope), após denúncia do desaparecimento da mulher no último sábado (20). Testemunhas relataram aos policiais que Rosângela era usuária de drogas e estaria em dívida com um traficante da região, declarações que fortalecem as suspeitas sobre Maranhão. Apesar disso, o caso continua sendo investigado pela DIH.

A PC informou que o corpo, envolto por um lençol, estava em avançado estado de decomposição. Além disso, por cima do corpo, havia um carrinho de supermercado e galhas. Isso, segundo a corporação, demonstra que os assassinos estariam com o intuito de esconder o corpo. Familiares ajudaram no reconhecimento da vítima.

O Mais Goiás tentou, sem sucesso, contato com a delegada Magda Dávila, que está à frente das investigações.

 

Momento em que o corpo foi encontrado em ponte da Avenida C-4, no Jardim América (Foto:Divulgação/ WhatsApp)