Crise

Detentos fazem rebelião na Penitenciária Odenir Guimarães (POG), em Aparecida de Goiânia

Esse é o terceiro motim no local esta semana. Situação foi controlada após entrada de agentes do Gope


Thais Lobo
Do Mais Goiás | Em: 05/01/2018 às 08:26:19

Dessa vez, rebelião aconteceu na Penitenciária Odenir Guimarães. (Foto: TV Anhanguera/Reprodução)
Dessa vez, rebelião aconteceu na Penitenciária Odenir Guimarães. (Foto: TV Anhanguera/Reprodução)

Uma nova rebelião aconteceu na madrugada desta sexta-feira (5) no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. Dessa vez, foram os detentos do regime fechado da Penitenciária Odenir Guimarães (POG) que realizaram o motim.

Segundo nota da Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP), o princípio de rebelião começou por volta das 4h30 e foi controlado após o Grupo de Operações Penitenciárias Especiais (Gope), com apoio da Polícia Militar, invadir o presídio. Focos de incêndio que haviam no local foram controlados e, às 7 horas, foi iniciado um procedimento de revista. Não houve mortes.

No início da noite desta quinta-feira (4) outro princípio de rebelião foi registrado. O tumulto foi causado porque detentos da ala C da Colônia Agroindustrial do regime semiaberto tentaram invadir as alas A, B e D. Houve tentativa de explosão de uma granada e troca de tiros, mas as forças policiais conteram a situação. Não houve mortes e um preso fugiu.

A primeira rebelião aconteceu na segunda-feira (1) e deixou nove mortos, 14 feridos e houve fuga de 242 presos. A confusão no semiaberto começou logo após o almoço, quando presos que estavam na ala C invadiram as alas A e B, e entraram em confronto com detentos rivais. Entre os mortos, pelo menos um foi decapitado, e outro teve o corpo incendiado.