Celebração?

Detentos de Jataí gravam vídeo e cantam: ‘respeita o CV’; assista

Em julho de 2019, o Mais Goiás publicou uma notícia sobre uma pichação da mesma facção criminal na Avenida Universitária, entre os setores Sul e Universitário, em Goiânia

Cidades

Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 04/01/2020 às 16:34:04

Detentos de Jataí gravam vídeo e cantam: 'respeita o CV'
Detentos de Jataí gravam vídeo e cantam: 'respeita o CV'

Um vídeo gravado por celular, de dentro do presídio de Jataí, mostra os detentos cantando uma música de exaltação ao Comando Vermelho (CV). O município fica na região sudoeste do estado. Nas imagens, aparecem sete homens sentados em volta de uma caixa de isopor. Em cima dela, é possível ver uma caixa de cigarros e um copo, além de um prato. Não é possível enxergar qual é o líquido dentro do copo.

Ao fundo outros detentos aparecem, mas não participam da gravação. Feito em formato de selfie, o vídeo é acompanhado de uma música, que possivelmente toca no celular. Os presos cantam junto. A música é o funk “Fala que a tropa é Comando Vermelho”, de Mc Poze.

Apesar da baixa qualidade do áudio no início do vídeo, é possível identificar o trecho gravado, que diz o seguinte: “É bala nos 3 c*, de 62 é só papum / E os alemão aqui nem tenta / De Glock e de radin, fumando um baseadin / Destrava o G3zão que se piar nós quebra /Destrava o G3zão que se piar nós quebra”. Em seguida, eles entoam parte do refrão: “Respeita o CV / Que só tem bandido brabo, só menor de guerra”.

Em nota, a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) confirmou que o vídeo foi gravado na Unidade Prisional de Jataí, pertencente à 6ª Coordenação Regional da Diretoria. E afirma que o celular foi apreendido. Além disso, as celas dos presos que aparecem nas imagens foram revistadas e eles foram isolados.

Em julho de 2019, o Mais Goiás publicou uma notícia sobre uma pichação da mesma facção criminal na Avenida Universitária, entre os setores Sul e Universitário, em Goiânia. O conteúdo insinuava que a área é dominada pelo CV. E ainda alertava ser proibido “roubar na quebrada”.

À época,  o Diretor Geral da Polícia Civil de Goiás (PC GO), delegado Odair José Soares, disse que se tratava de um fato isolado, feito por algum pichador que não tinha envolvimento com outros crimes. Mas que o caso seria apurado com rigor. Há menos de um mês, a pichação foi apagada.

Assista ao vídeo gravado em Jataí:

Confira a nota completa da DGAP sobre o caso de Jataí:

A direção da Unidade Prisional de Jataí, pertencente à 6ª Coordenação Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), informa que foram tomadas as devidas providências de segurança em relação aos vídeos gravados dentro do presídio, recebidos por este veículo de comunicação. Revista nas celas e isolamento dos presos que aparecem nas gravações também foram realizados. O celular utilizado pelos presos foi apreendido.

A direção informa ainda que procedimentos administrativos internos foram abertos para apuração dos fatos e, após as averiguações, serão aplicadas aos detentos envolvidos no ocorrido as devidas sanções disciplinares.