Desentendimento entre agente prisional e policial militar deixa dois baleados

Motociclista que passava do outro lado da via, e nada tinha a ver com a confusão foi atingido com disparo no ombro


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 17/07/2019 às 06:43:54


Um agente prisional e um motociclista foram baleados no início da noite desta terça-feira (16) no Parque Amazônia, em Goiânia. Os tiros teriam sido efetuados por um oficial da Polícia Militar após desentendimento no trânsito com um agente prisional.

A primeira informação repassada para a Polícia Militar dizia que, após um desentendimento no trânsito, um oficial da corporação, que não estava de serviço, e um agente prisional que trabalha no Grupo de Operações Penitenciárias (Gope) teriam trocado tiros na Avenida Arumã.

Na confusão, o agente foi ferido com um tiro nas costas, e um motociclista, que passava do outro lado da via com sua esposa na garupa, e nada tinha a ver com a confusão, acabou baleado no ombro.

Quando a PM chegou no local da ocorrência, o oficial alegou ter efetuado os disparos após imaginar que estava sendo seguido por dois homens que estavam em uma camionete. Conscientes, o motociclista e o agente prisional foram socorridos e encaminhados para o Hugo, onde permanecem internados, sem risco de morte.

De acordo com informações repassadas pelo Diretor Geral de Administração Penitenciária, coronel Wellington Urzeda, há uma preocupação com o estado de saúde do agente, uma vez que o projétil que o atingiu nas costas não saiu. A previsão é que ele seja operado durante a madrugada.

Após os tiros, o oficial da PM permaneceu no local, e depois seguiu para a Corregedoria da corporação a fim de prestar depoimento. A Polícia Civil também registrou a ocorrência.

Por meio de nota, a Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP) informou que está acompanhando o caso, mas que as investigações ficarão a cargo da Corregedoria da PM, e da Polícia Civil. Os nomes dos envolvidos ainda não foram divulgados.