Do Mais Goiás

Deputada pede inclusão de servidores do Correio no grupo prioritário da vacinação

Pedido foi feito por Adriana Accorsi, no Dia do Carteiro

Deputada pede inclusão de servidores do Correio no grupo prioritário da vacinação
Deputada pede inclusão de servidores do Correio no grupo prioritário da vacinação

A deputada estadual Adriana Accorsi (PT) aproveitou a sessão extraordinária desta segunda (25), na Assembleia Legislativa (Alego), para pedir a inclusão dos trabalhadores dos correios no grupo prioritário para vacinação contra a Covid-19. O pedido ocorre no Dia do Carteiro.

“Nestes 358 anos de criação do Correio-mor, que deu origem à Empresa de Correios e Telégrafos (ECT), e Dia do Carteiro, cumprimento a todas e todas deste serviço tão essencial para a sociedade”, escreveu a parlamentar no Twitter.

E ainda: “Na sessão de hoje solicitei, a pedido de representantes do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos, que as trabalhadoras/es da empresa dos Correios em Goiás sejam inclusos como população prioritária no Plano de Operacionalização para a vacinação contra Covid-19.”

Fases

Ao todo, o plano de vacinação possui cinco fases. Na primeira, recebem a imunização profissionais de saúde que atuam diretamente no tratamento da Covid-19, idosos que vivem em asilos e seus cuidadores e indígenas.

Ainda na primeira, mas após estes, guardas municipais, agentes funerários, equipes da Fundação de Ação Social (FAS) e estudantes de cursos de Saúde que fazem estágio na área. Na segunda, entram os idosos que não vivem em asilos (começando pelos com mais de 80, depois de 79 a 75; 74 a 70; 69 65; e 64 a 60), além dos presos e agentes carcerários.

Na terceira é a vez das pessoas cujos problemas de saúde podem agravar o quadro da Covid-19 e os moradores de rua. Já na quarta, trabalhadores dos serviços essenciais serão imunizados. Na quinta e última, os demais.

Vacinação

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso emergencial das vacinas, no País, no último dia 17, e o governador Doria iniciou a vacinação no mesmo dia, antes da distribuição Ministério da Saúde — ato classificado pelo ministro Eduardo Pazuello como ilegal.

Em Goiás, a primeira vacina contra a Covid foi ministrada na tarde da segunda-feira passada (18), em Anápolis. A pessoa escolhida foi Maria Conceição da Silva, de 73 anos, moradora do abrigo Abrigo dos Velhos Professor Nicephoro Pereira da Silva.