Volta por cima

Depois marcar 3 gols contra a Jamaica, Cristiane, 34, fala em recomeço

Por causa de uma sequência de lesões, ela não era escalada para defender a equipe nacional desde a Copa América, em abril de 2018


FolhaPress
FolhaPress
Do FolhaPress | Em: 09/06/2019 às 16:40:59

GRENOBLE, FRANÇA, 09.06.2019 - BRASIL-JAMAICA -  Cristiane do Brasil comemora seu terceiro gol durante partida contra a Jamaica (Foto: Vanessa Carvalho/Brazil Photo Press/Folhapress)
GRENOBLE, FRANÇA, 09.06.2019 - BRASIL-JAMAICA - Cristiane do Brasil comemora seu terceiro gol durante partida contra a Jamaica (Foto: Vanessa Carvalho/Brazil Photo Press/Folhapress)

A atacante Cristiane, 34, autora dos três gols do Brasil contra a Jamaica, na estreia da seleção na Copa do Mundo da França, disse que a partida marcou um recomeço e uma volta por cima.

Por causa de uma sequência de lesões, ela não era escalada para defender a equipe nacional desde a Copa América, em abril de 2018, quando as brasileiras conquistaram seu sétimo título. Antes, ela tinha chegado a anunciar sua aposentadoria da seleção, em protesto pela demissão da técnica Emily Lima -primeira mulher a comandar o time feminino, ela permaneceu menos de um ano no cargo.

Cristiane também se queixava da diferença entre o tratamento reservado pela CBF para suas equipes de homens e aquele conferido às de mulheres (diárias pagas a atletas, premiações, uniformes).

Em fevereiro deste ano, uma lesão no músculo sóleo, na região da panturrilha, tirou a centroavante da She Believes, preparatória para a Copa. Mais recentemente, ela foi cortada dos dois últimos amistosos às vésperas do Mundial porque ainda não tinha se recuperado.

“É uma vitória pessoal muito grande para mim”, disse a jogadora, na saída do gramado do estágio dos Alpes, em Grenoble (sudeste da França). “Estou feliz demais por representar todas as meninas que estão acompanhando a Copa no Brasil e sonhando com isso [jogar futebol e defender a seleção].”

Vice-campeã do mundo em 2007 e vice olímpica por duas vezes (além de maior artilheira da história dos Jogos), Cristiane disputa sua quinta Copa. Já defendeu clubes na Alemanha, na China, nos Estados Unidos e na França. Em 2019, assinou contrato com o São Paulo.

“Sempre confiei muito nela”, disse o técnico Vadão, também após o jogo. “Esperamos ela até o último momento. Em Portugal [onde a equipe fez uma aclimatação de 15 dias antes de seguir para a França], foi poupada duas ou três vezes. Dentro da área, ela é uma das maiores do mundo.”

O treinador elogiou o desempenho do setor ofensivo da seleção, só lamentando a relativa ineficácia na finalização. Disse que a volta de Marta, no banco por causa de uma lesão na coxa esquerda, ainda depende do aval dso departamentos físico e médico.

O próximo adversário é a Austrália, sexta no ranking da Fifa (o Brasil é o décimo) e adversário que sempre cria dificuldades para o Brasil –ainda mais depois de perder em sua estreia, também neste domingo, para a Itália.

A partida da segunda rodada acontece na quinta (13), às 18h (13h no Brasil).