Do Mais Goiás

Delegado Waldir diz que só ala irista do MDB busca parceria com Caiado

Para o deputado federal e presidente do PSL, Caiado traiu e dividiu o MDB em 2018

Executiva nacional do PSL deve avaliar fusão com o DEM nesta semana, aponta Delegado Waldir
Executiva nacional do PSL deve avaliar fusão com o DEM nesta semana, aponta Delegado Waldir (Foto: Reprodução / Facebook)

“Não vejo aproximação do MDB com o DEM”, diz o deputado federal e presidente do PSL em Goiás, Delegado Waldir Soares, sobre os boatos de uma aliança do MDB com o governador Ronaldo Caiado (DEM), no ano que vem, e completa: “O que vejo é uma ala liderada pelo ex-prefeito Iris que defende essa aliança. Mas unicamente esta ala. O MDB comandado por Daniel Vilela, Gustavo Mendanha, quer candidatura própria.”

Waldir afirma, ainda, que foi o partido de Daniel Vilela que elegeu o governador Caiado ao Senado, em 2014. “Mas Caiado, mal agradecido, chutou o MDB e dividiu o partido, quando saiu governador. Foi uma traição, uma facada histórica ao MDB. Então, não vejo esse cenário de aproximação.”

Dito isto, Waldir ressalta que tem trabalhado uma possível parceria com o MDB para o pleito do ano que vem. Segundo ele, tem conversado com frequência com Daniel Vilela, presidente emedebista, e Gustavo Mendanha, prefeito de Aparecida. “O MDB pode ter protagonismo, assim como o PSL. O MDB está em todos os municípios de Goiás.”

Segundo o deputado, a expectativa é que ele, tendo sido duas vezes o goiano mais votado para Câmara Federal, entre na chapa para a vaga ao Senado. Contudo, ele não nega que, se amanhã outra pessoa estiver com mais condições, poderá ocupar esta posição. “Não vou para uma aventura.”

O Delegado Waldir foi o entrevistado do Podcast Poder em Jogo, do Mais Goiás. O programa vai ao ar nesta sexta-feira (21).