Polícia Federal

Delegado Romeu Tuma Júnior é detido pela Polícia Federal

Ex-secretário Nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior disse que é alvo de perseguição política por causa das denúncias que fez contra o PT


mgadmin
Do Mais Goiás | Em: 05/08/2014 às 13:38:13


Por volta da 11 horas desta terça-feira, quatro policiais federais estiveram no escritório do delegado Romeu Tuma Júnior no bairro do Bom Retiro, em São Paulo, com ordens para conduzi-lo coercitivamente à Superintendência da Polícia Federal.

Ex-secretário Nacional de Justiça do governo Lula, o delegado é autor do livro “Assassinato de Reputações — Um Crime de Estado”, que narra os bastidores do que ele viu, ouviu e, principalmente, acompanhou de perto quando ocupou o cargo.

Houve discussão e muito bate-boca. Os policiais informaram que Tuma Júnior deveria acompanhá-los para prestar depoimento na investigação que tem o objetivo de esclarecer as acusações que ele fez contra membros importantes do governo passado, como o então chefe de gabinete da Presidência, Gilberto Carvalho, e o ex-ministro da Justiça Tarso Genro.

Tuma Júnior se recusou a acompanhar os agentes, alegando que a condução era ilegal. Ele disse que um dos federais informou apenas que estava cumprindo “ordens de Brasília”. “Estive lá na PF um vez e nem inquérito havia”, disse o delegado. Isso é perseguição política”, afirmou. O delegado está neste momento na sede da PF.