Mundial de Vôlei

De virada, Brasil ganha da Turquia no Mundial de Vôlei

Seleção sai com vitória por 3 a 2, de virada, pela quarta rodada do Grupo B do Mundial de Vôlei, disputado na Itália




Assim como aconteceu no Grand Prix, a Turquia deu muito trabalho para o Brasil. Naquela ocasião, em agosto, as turcas venceram por 3 sets a 2, na rodada de abertura da fase final – depois as brasileiras se recuperaram e conquistaram o título. Neste sábado novamente a seleção feminina de vôlei encontrou enormes dificuldades, mas desta vez saiu com a vitória por 3 a 2, de virada, pela quarta rodada do Grupo B do Mundial de Vôlei, disputado na Itália.

Com as parciais de 16/25, 22/25, 25/19, 25/21 e 15/10, a equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães chegou à quarta vitória na competição, mantendo a invencibilidade e com a vaga garantida na segunda fase. Com 11 pontos, o Brasil segue na liderança, agora com a mesma pontuação da Sérvia (que bateu o Canadá por 3 sets a 1), mas leva vantagem no set average.

Neste domingo, na última rodada da primeira fase, ainda na cidade de Trieste, o Brasil encara justamente as sérvias na luta pela liderança do grupo. É muito importante uma vitória, já que os resultados desta etapa serão levados para a disputa da segunda fase, quando a seleção enfrentará equipes mais fortes como Rússia e Estados Unidos.

O JOGO
O primeiro set foi terrível para o Brasil. Como Zé Roberto temia, o saque das turcas estava entrando e isso criou uma enorme dificuldade. O resultado disso foi a tranquilidade como as europeias levaram a parcial. Abriram 8 a 2, depois mantiveram o ritmo para fazer 16 a 10 e fecharam sem problemas em 25/17. Era o primeiro set perdido pelas brasileiras neste Mundial. 

No segundo set, o Brasil até equilibrou o jogo em certos momentos, mas a Turquia se mostrava sólida em quadra. Depois do segundo tempo técnico, as brasileiras abriram 21/18 com bons saques de Jaqueline. Só que aí a levantadora Naz teve uma sequência boa de saques e as turcas viraram para 22 a 21 e ganharam por 25/22.

A partir daí, o Brasil resolveu jogar. Voltou melhor para o terceiro set e mostrou eficiência no saque e no bloqueio. Abriu larga vantagem no placar desde cedo e fechou a parcial em 25/19. No quarto set, mais equilíbrio e desta vez calma para as brasileiras, que trabalharam bem as jogadas e empataram o duelo com a vitória por 25/21.

No tie-break, mais emoção. A Turquia sacou bem e abriu 8/5 na virada da quadra. Zé Roberto Guimarães inverteu o 5-1. Entraram, mais uma vez, Fabíola e Tandara e saíram Sheilla e Dani Lins. A substituição fez bem às brasileiras, que viraram o marcador para 10/8. O Brasil segurou a vantagem até o final e venceu o quinto set por 15/10 e o jogo por 3 a 2.