Do Mais Goiás

De saída do Atlético, Gilvan acredita que irá deixar legado no clube

Com um título goiano e um acesso para Série A, defensor jogará no Botafogo

Gilvan durante treino no CT do Dragão. Foto: Heber Gomes/ACG

O Atlético se despede do Brasileirão Série A 2020 nesta quinta-feira (25), no Antônio Accioly, contra o Coritiba. Essa também será uma das últimas partidas do zagueiro Gilvan, de 31 anos, com a camisa rubro-negra. O defensor, que será o capitão do time contra a equipe paranaense, irá defender o Botafogo nas próximas temporadas.

Gilvan chegou ao Atlético em 2017 desacreditado, isso porque o jogador vinha de um time de Série B para disputar a primeira divisão. Porém naquele ano, mesmo com o rebaixamento do time, o jogador mostrou muita qualidade, sendo um dos destaques da defesa rubro-negra. A boa participação levou o jogador a ser negociado com o Cluj, da Romênia.

O zagueiro não se adaptou muito bem ao futebol europeu e novamente retornou para ‘casa’, o Atlético. Nessa nova caminhada, Gilvan se mostrou vencedor, conquistando um título goiano e o acesso do rubro-negro para a Série A, em 2019. Foram 129 jogos e 7 gols marcados pelo time goiano.

“Aqui foi o time que fiquei mais tempo. Passei muitas coisas e saio de cabeça erguida e feliz. Vou sempre torcer pelo clube. Sou muito grato, minhas filhas cresceram aqui em Goiânia. Saio, mas com um bom legado aqui no Atlético”, comentou o jogador que possui 4 temporadas com a camisa atleticana.

Para sua despedida, Gilvan gostaria da presença da torcida, porém ele sabe que esse é um momento complicado e que vai sentir saudade da torcida do Dragão. “Gostaria que a torcida estivesse presente, porque estiveram nos nossos melhores momentos, mas o que vai ficar são as coisas boas que fiz com essa camisa”, completou.