Do Mais Goiás

Data-base do funcionalismo municipal será paga após recuperação financeira da prefeitura, diz Iris

Prefeito alega que recebeu da gestão anterior um déficit na casa dos 600 milhões, mas afirma que está trabalhando para reequilibrar as contas públicas

O prefeito de Goiânia, Iris Rezende (PMDB), afirmou que o pagamento da data-base do funcionalismo vai ser feito assim que melhorar a condição financeira do município. A declaração foi feita durante a inauguração de um shopping na Avenida Bernardo Sayão, no setor Marechal Rondon. “Nós estamos observando com muita responsabilidade a questão financeira que o Brasil está vivendo, e Goiânia não é diferente, de modo que a intenção é reequilibrar as finanças do município, para então conceder aos nossos trabalhadores aquilo que lhes é de direito”, afirmou.

O peemedebista alegou que assumiu a prefeitura com dívidas imediatas de mais de R$ 600 milhões e um déficit mensal de caixa na ordem de R$ 31 milhões. Ele afirmou também que recebeu a administração com a folha de pagamento da saúde em atraso, e que apesar disso manteve a máquina funcionando e os salários em dia.

“Com toda essa dificuldade, já vencemos sete meses de administração e não atrasamos o salário um dia sequer, de forma que nós precisamos esperar que a prefeitura tenha, realmente, condições de cumprir com as obrigações com nossos servidores, porque sem eles a máquina não funciona, e, obviamente, com o povo que está à espera de realizações na área da saúde, da educação e de obras essenciais em todas as áreas da administração municipal”, completou.