Justiça

Cumprido mandado de prisão contra Marcelo Caron

Caron foi condenado a oito anos de prisão, em regime semiaberto, pela morte da advogada Janet Virgínia Novais Falleiro de Figueiredo.





//

O ex-médico Denísio Marcelo Caron está preso no presídio de Alcaçus, no Rio Grande do Norte, em cumprimento de mandado de prisão definitiva expedido pelo juiz Jesseir Coelho de Alcântara, da 13ª Vara Criminal de Goiânia.

Caron foi condenado a oito anos de prisão, em regime semiaberto, pela morte da advogada Janet Virgínia Novais Falleiro de Figueiredo. Ele aguardava em liberdade o julgamento de Agravo em Recurso Especial no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O ministro Walter de Almeida Guilherme, desembargador convocado do Tribunal de Justiça de São Paulo pelo STJ, negou provimento ao recurso e manteve a sentença proferida pelo 1º Tribunal do Júri de Goiânia. Caron foi condenado pelo 1º Tribunal do Júri de Goiânia, em sessão realizada no dia 14 de abril de 2009, sob a presidência do juiz Jesseir de Alcântara.

Janet morreu em 5 de janeiro de 2001, devido a complicações após se submeter a uma cirurgia de lipoaspiração com o ex-médico. Ele também foi condenado a pagar indenização de R$ 30 mil aos familiares da vítima.

Tramita na 2ª Vara Criminal de Goiânia outro processo contra Caron, pela morte da oficial de Justiça Flávia de Oliveira Rosa, de 23 anos. A sessão do 2º Tribunal do Júri de Goiânia em relação a este caso estava marcada para o dia 2 de março. O ex-médico é acusado também de outras mortes no Distrito Federal e de provocar lesões corporais em outras 29 pacientes em Goiás e DF.

Tópicos