Do Mais Goiás

Crime reduz em 12 índices, revela relatório do Observatório de Segurança

Secretário assume que redução ainda é tímida, mas vê com otimismo a mudança da realidade, perante sensação de insegurança vivida pela sociedade

Em Goiás, os índices de criminalidade são acompanhados pelo Observatório de Segurança, e apresentam números inferiores no levantamento que compara todos os registros em delegacias. São 12 crimes que compões os indicadores, e apenas estupro (9,8%) e latrocínio (4,76%) apresentaram aumento, entre janeiro e maio de 2018, em relação ao mesmo período do ano passado.

As reduções variam de 12% a 42%, entre crimes como furto de comércio, roubo a estabelecimento comercial, homicídios, roubo a transeunte, entre outros. Apesar de considerar tímidas as reduções, com visão ambiciosa na sensação de segurança, o secretário Irapuan Costa Júnior vislumbra uma mudança nas reações do cidadão goiano.

Irapuan Costa Júnior, secretário de Segurança Pública de Goiás: redução é tímida, mas vislumbra sensação de segurança social (Foto: Mais Goiás)

Irapuan Costa Júnior, secretário de Segurança Pública de Goiás: redução é tímida, mas vislumbra sensação de segurança social (Foto: Mais Goiás)

Para Irapuan, que tem cobrado resposta rápida em prevenção criminal principalmente por parte da Polícia Militar. “A sensação de insegurança nos terminais de ônibus, onde implementamos o batalhão de terminais, é permanentemente sentida. Em outros casos, como furtos e roubos a transeuntes, nem tanto.”

(Fote: SSP-GO)

Para o secretário, é preciso lidar com inteligência e responsabilidade quando se trata de estratégia no combate à criminalidade. Isso significa que, além de combater o crime que já está acontecendo, Irapuan está cobrando dos comandos de polícias Militar, Civil e até dos Bombeiros a antecipação dos crimes. “Sabemos que têm situações em que é impossível prever, e nos resta aplicar a lei aos criminosos; são casos como homicídio com intenção passional, ou estupro de vulnerável, por exemplo.”