FolhaPress

CPI da Covid ouve nesta sexta médicos pró tratamento precoce

CPI também deve votar requerimento para convocação do atual governador do Rio de Janeiro, Claudio Castro

CPI também deve votar requerimento para convocação do atual governador do Rio de Janeiro, Claudio Castro
CPI também deve votar requerimento para convocação do atual governador do Rio de Janeiro, Claudio Castro (Foto: reprodução/ Instagram/Agência Senado})

A CPI da Covid ouve nesta sexta-feira (18), a partir da 9h, dois médicos a favor do chamado “kit covid”, composto por remédios que não têm eficácia científica comprovada no combate do novo coronavírus, como hidroxicloroquina e ivermectina.

Os médicos convidados são Francisco Eduardo Cardoso Alves e Ricardo Ariel Zimerman. Na sexta-feira passada (11), a Comissão Parlamentar de Inquérito ouviu o médico sanitarista Claudio Maierovitch e a microbiologista Natalia Pasternak, contra o “kit covid” e a favor do uso de máscaras e de medidas de distanciamento social.

A ideia da CPI é receber no Senado especialistas que divergem sobre esses temas, especialmente após pressão de senadores aliados do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), defensor da cloroquina, medicamento comprovadamente ineficaz contra a covid-19.

A CPI também prevê votar uma série de requerimentos, incluindo a convocação do governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL), aliado de Bolsonaro, e a realização de uma sessão reservada para ouvir novamente o ex-governador do estado, Wilson Witzel.

Na quarta (16), Witzel disse aos senadores ter um “fato gravíssimo a revelar” relacionado a possíveis intervenções do governo federal em sua administração, mas só poderia dizê-lo em uma sessão em segredo de Justiça.

A CPI deve votar ainda a convocação do secretário estadual de Saúde do Rio, Alexandre Chieppe, e quebras de sigilo bancário, fiscal, telefônico e telemático de instituições que podem estar envolvidas em supostos esquemas de corrupção.