Do Mais Goiás

CPI da Covid deve chamar Paulo Guedes e questionar promessa de 40 milhões de testes

Randolfe Rodrigues pediu convocação do ministro da Economia após fala de Mandetta

CPI da Covid deve chamar Paulo Guedes e questionar promessa de 40 milhões de testes
CPI da Covid deve chamar Paulo Guedes e questionar promessa de 40 milhões de testes (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O vice-presidente da Comissão Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), pediu a convocação do ministro Paulo Guedes (Economia), nesta terça (4), após o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandettaouvido nesta data – dizer que o economista não respondia suas ligações. Pelas redes sociais, depois de um apelo de um usuário do Twitter, o senador escreveu, inclusive, que pedirá esclarecimentos a Guedes sobre o episódio em que ele afirmou negociar 40 milhões de testes mensais contra a Covid-19 para o Brasil, e que não se concretizou. “Pode deixar”, respondeu o congressista.

O ministro afirmou, em 4 de abril do ano passado, que negociava 40 milhões de testes por mês para o coronavírus com um “amigo inglês”. A declaração foi dada em uma videoconferência com empresários do setor varejista, organizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). “Hoje de manhã conversávamos com um amigo na Inglaterra que criou o ‘passaporte de imunidade’. Ele faz 40 milhões de teste. Ele coloca disponíveis para nós, brasileiros, 40 milhões de testes por mês”, disse à época.

A promessa, contudo, não saiu do papel. A intenção da convocação de Paulo, apesar de já anunciada, não foi formalizada por requerimento. Randolfe garantiu que fará o pedido oficial.

Leia também:

Pazuello alega contato com servidores com Covid, e CPI adia seu depoimento