Confusão no Setor Morais

Corregedoria investiga tiroteio entre policiais civis durante confraternização em Goiânia

Os nomes dos envolvidos e a motivação do desentendimento não foram divulgados. O caso aconteceu na madrugada do último dia 12 de julho


Jessica Santos
Do Mais Goiás | Em: 17/07/2019 às 12:48:00

Corregedoria da Polícia Civil investiga o caso. (Foto: Reprodução/SSP)
Corregedoria da Polícia Civil investiga o caso. (Foto: Reprodução/SSP)

A corregedoria da Polícia Civil (PC) investiga uma troca de tiros entre policiais da corporação durante festa no Setor Morais, em Goiânia. O caso aconteceu na madrugada do último dia 12 de julho. Os nomes dos envolvidos e a motivação do desentendimento não foram divulgados. Não há registros de feridos.

Os policiais integram grupos especializados distintos, o Grupo Tático 3 (GT3) e o Grupo Antirroubo a Banco (GAB). Chamada para atender a ocorrência, a Polícia Militar (PM) informou que não irá se pronunciar sobre o caso.

Por meio de nota (confira íntegra no final do texto), a PC informou que instaurou um procedimento investigatório no sábado (13) para apurar o acontecido. Segundo o texto, todos envolvidos já foram ouvidos e as perícias, requisitadas.

A corporação disse ainda que “não compactua com nenhum desvio de conduta praticado por policial civil, seja durante o expediente de trabalho ou período de descanso”.

No texto, não há informações sobre a motivação da troca de tiros. A nota informa que os policiais foram realocados em atividades administrativas até a devida apuração do caso.

Nota da PC

A Polícia Civil de Goiás reafirma que a Corregedoria instaurou o procedimento investigatório ainda no sábado (13) para apuração dos disparos de arma de fogo ocorridos no Setor Morais, nesta capital, durante confraternização entre policiais civis de dois grupos especializados (GT3 e GAB). Não há registros de feridos durante o fato. As perícias já foram requisitadas e os envolvidos já foram realocados em atividades administrativas até a devida apuração do episódio. A Polícia Civil reforça que não compactua com nenhum desvio de conduta praticado por Policial Civil, seja durante o expediente de trabalho ou período de descanso.