Violência

Corpos do prefeito de Matrinchã e da mulher tinham cortes no pescoço

Os ferimentos, de acordo com polícia, foram provocados por uma arma branca, mas ainda não é possível precisar qual.





//

Os corpos de Daniel Antônio de Souza (PTB), de 50 anos, prefeito da cidade de Matrinchã,  e da sua esposa, Elizeth Bruno de Barros, de 40 anos, encontrados mortos nesta terça-feira (4/07) na chácara em que viviam, tinham cortes nos pescoços.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Paulo Roberto Tavares, a polícia não encontrou marcas de tiros conforme os policiais acreditaram inicialmente.

Os ferimentos, de acordo com o delegado, foram provocados por uma arma branca, mas ainda não é possível precisar qual.

O casal foi morto na área externa da casa e depois os corpos foram arrastados para dentro da residência. Ainda de acordo com delegado, um dos corpos estava na sala e o outro, no quarto.

Os corpos foram encontrados por dois assessores do prefeito, que tinham uma reunião marcada com ele.

A polícia ainda não tem pista dos autores e nem da motivação do crime.