Corpo de Bombeiros lança operação para combater queimadas no Cerrado

Em 2019 já foram registradas 959 ocorrências de incêndio na vegetação em Goiás; provocar incêndio em mata ou floresta é crime ambiental


Larissa Lopes
Do Mais Goiás | Em: 12/06/2019 às 17:01:44

Foto: Divulgação/CBMGO
Foto: Divulgação/CBMGO

O Corpo de Bombeiros Militares de Goiás (CBM-GO) lançou, na manhã desta quarta-feira (13), a Operação Cerrado Vivo 2019. O objetivo é, além de prevenir e controlar incêndios na vegetação, fiscalizar junto os focos de incêndios urbanos junto às prefeituras. Os profissionais também vão fazer palestras de conscientização.

“Em Goiás, se queima cerca de 17 mil quilômetros quadrados de cerrado anualmente, conforme o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais”, explica o Tenente Coronel dos Bombeiros, Thiago Dias Coelho, coordenador geral da operação. Em 2019 já foram registradas 959 ocorrências de incêndio em vegetação no Estado.

O Corpo de Bombeiros alerta que as queimadas provocam problemas respiratórios, principalmente em crianças e idosos, devido à inalação de fumaça. “Ainda causam riscos de acidentes nas rodovias, quando labaredas ou fumaça invadem as pistas de rodagem, provocando a falta de visibilidade aos condutores de veículos e motocicletas”, reitera Thiago.

Ainda segundo a corporação, boa parte dos incêndios podem ser evitados, pois são provocados por ações diretas do homem, “como o lançamento de tocos de cigarro e até mesmo garrafas nas estradas”. As altas temperaturas, baixa umidade relativa do ar e o longo período sem chuvas contribuem também contribuem para queimadas no cerrado. Provocar incêndio em mata ou floresta é crime ambiental e a pena prevista de reclusão vai de dois a quatro anos, além de multa.