Do Mais Goiás

Coronavírus: visitas a detentos em Goiás estão suspensas por 15 dias

Núcleo de Custódia de Aparecida de Goiânia é preparado para receber reeducandos que apresentem sintomas da doença

Coronavírus visitas a detentos em Goiás estão suspensas por 15 dias
Coronavírus visitas a detentos em Goiás estão suspensas por 15 dias

As visitas e a entrega particular de alimentos e produtos de higiene aos detentos das unidades prisionais estão suspensas pelo período inicial de 15 dias. A decisão é da Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP), que afirma seguir as regras e protocolos de contenção de riscos de transmissão do coronavírus.

De acordo com a nota publicada pela pasta, a medida foi oficializada pela Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP). Ministério Público de Goiás (MP-GO), Defensoria-Geral Pública de Goiás (DPE), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e unidades prisionais já foram notificadas.

A pasta informou, ainda, que o Núcleo de Custódia, localizado no complexo prisional de Aparecida de Goiânia, é preparado para receber os reeducandos que apresentarem os sintomas da doença. Foi comunicado, também, que a DGAP já prepara outras medidas profiláticas para preservar a saúde da população carcerária.

O diretor-geral da DGAP, coronel Wellington Urzêda, informou que as visitas foram suspensas levando em consideração tanto o Plano de Ação do Governo de Goiás quanto a vulnerabilidade das populações carcerárias. “A adoção dessas medidas é preventiva e necessária diante do quadro, não só nacional, mas também mundial quanto ao que se refere à propagação do coronavírus”, disse o coronel.