Fica na Série A

Coritiba vence o Atlético-MG e se garante na elite

Carlinhos e Leandro Almeida marcaram para o Coxa. Pedro Botelho descontou




Era para ser uma festa de despedida para o torcedor atleticano, no Independência, e para o presidente Alexandre Kalil, que deixará a presidência do clube na próxima semana. Mas quem comemorou foi o Coritiba, que venceu o Atlético-MG, por 2 a 1, neste domingo, pela 37.ª rodada do Campeonato Brasileiro, e garantiu a permanência na Série A, em 2015, ao chegar aos 44 pontos. Carlinhos e Leandro Almeida marcaram para o Coxa. Pedro Botelho descontou.

Debaixo de muita chuva, as duas equipes começaram a partida tentando manter a posse de bola. O Atlético, jogando em casa, tomava maior iniciativa das ações ofensivas, mas foi surpreendido logo aos cinco minutos de jogo. Robinho fez boa jogada pela direita de cruzou para a entrada da área. Em posição duvidosa, Carlinhos cabeceou no canto de Victor para fazer 1 a 0 Coritiba. O time mineiro reclamou de impedimento no lance do gol.

Depois de sofrer o gol, o Atlético aumentou o ritmo e passou a dominar a partida. A equipe criou boas chances e até chegou a balançar as redes. Aos 28 minutos, Rafael Carioca, após receber passe de Léo Silva, encobriu o goleiro Vanderlei. Mas o assistente adicional, que fica atrás do gol, alertou o árbitro sobre irregularidade no lance. O árbitro Pablo dos Santos Alves, então, anulou o gol do time mineiro, alegando que a bola teria saído.

O Atlético manteve a posse de bola, criando as melhores oportunidades no ataque. Por sua vez, o Coritiba se posicionou todo na defesa na tentativa de sair nos contra-ataques. Como não tinha a posse de bola, não conseguiu chegar com perigo novamente ao gol de Victor, mas segurou a vantagem no placar até o intervalo.

No segundo tempo, o roteiro se manteve o mesmo. O Atlético com mais posse de bola, pressionando no ataque, mas sem conseguir marcar. O time mineiro pecava na hora das conclusões e parava na boa atuação do goleiro Vanderlei. O Coritiba, bastante recuado, tentava como podia impedir as investidas do adversário. O time paranaense, que só mantinha o veterano Alex à frente, não conseguia deixar o campo de defesa e levar perigo ao gol de Victor.

Quando o confronto parecia resolvido, Alex, que fez sua penúltima partida como jogador profissional, deu bom passe para o zagueiro Leandro Almeida. Aos 40 minutos, o zagueiro tocou entre as pernas de Victor. O Atlético ainda teve tempo para diminuir. Depois de tentar o jogo inteiro, Pedro Botelho completou cruzamento de Marcos Rocha e marcou para os donos da casa. A última derrota do time mineiro no Independência tinha sido no dia 5 de fevereiro, ainda pelo Campeonato Mineiro.

FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-MG 1 X 2 CORITIBA

GOLS – Pedro Botelho, aos 44 minutos do segundo tempo (Atlético-MG) Carlinhos, aos 5 minutos do primeiro tempo; Leandro Almeida, aos 40 minutos do segundo tempo (Coritiba)
ÁRBITRO – Pablo dos Santos Alves (ES).
CARTÕES AMARELOS – Diego Tardelli (Atlético-MG); Bonfim, Norberto, Leandro Almeida (Coritiba)
PÚBLICO – 19.029 presentes.
RENDA – R$ 665.020,00.
LOCAL – Arena Independência, em Belo Horizonte (MG).

ATLÉTICO-MG – Victor; Marcos Rocha, Réver, Jemerson e Douglas Santos (Pedro Botelho); Leandro Donizete, Rafael Carioca, Dátolo e Maicosuel; Diego Tardelli e Carlos (Dodô)

Técnico: Levir Culpi

Coritiba – Vanderlei; Luccas Claro, Leandro Almeida e Bonfim (Sérgio Manoel); Norberto, Helder (Germano), Robinho, Dudu, Alex e Carlinhos; Joel (Júlio César)

Técnico: Marquinhos Santos