Do Mais Goiás

Corinthians vence Cerro Porteno e retoma controle da chave

Com o resultado, o Timão lidera a chave, com nove pontos, dois à frente do Santa Fe e do próprio Cerro Porteño

O Corinthians controlou bem as ações e conquistou um tranquilo triunfo por 2 a 0 sobre o Cerro Porteño, na noite de quarta-feira, em Itaquera. Na revanche do confronto vencido pelos paraguaios na semana passada, a formação alvinegra se impôs e levou a melhor com gols de Lucca e Mareco (contra).

O resultado foi importante para os comandados de Tite retomarem o controle do Grupo 8 da Copa Libertadores e deixarem bem encaminhada a classificação às oitavas de final. Eles lideram a chave, com nove pontos, dois à frente do Santa Fe e do próprio Cerro Porteño.

Para voltar a vencer na competição sul-americana, o time alvinegro contou com boa troca de passes no meio-campo, carregado por atuações satisfatórias de Bruno Henrique, Maycon, Giovanni Augusto e Guilherme. Lucca fez um, no primeiro tempo, e cruzou para Mareco marcar contra na etapa final.

Haverá uma pausa no calendário da chave. O Corinthians só voltará a atuar na Libertadores no dia 6 de abril, em visita ao Santa Fe na qual poderá assegurar sua presença nos mata-matas. Se não for o caso, terá nova chance em casa, contra o eliminado Cobresal.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 X 0 CERRO PORTEÑO

Local: estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 16 de março de 2015, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Patricio Loustau (ARG)
Assistentes: Hernán Maidana (ARG) e Lucas Germanota (ARG)
Público: 42.403 pagantes (total de 42.858)
Renda: R$ 2.751.709,00
Cartões amarelos: Luciano, Fagner (Corinthians); Mareco (Cerro Porteño)
Gols: CORINTHIANS: Lucca, aos 22 minutos do primeiro tempo, e Mareco (contra), aos 16 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique (Willians), Giovanni Augusto (Alan Mineiro), Guilherme, Maycon e Lucca; Luciano (Danilo)
Técnico: Tite

CERRO PORTEÑO: Silva; Bonet, Mareco, Valdez e Alonso; Jorge Rojas, Rodrigo Rojas, Oviedo e Estigarribia (Beltrán); Díaz (Fabbro) e Leal (Ortigoza)
Técnico: César Farías