Série A

Corinthians pode apressar a escolha de novo treinador

Contrato de Mano Menezes termina em dezembro. Tite, Oswaldo de Oliveira e Luxemburgo são nomes fortes no clube



(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

A chance de o Corinthians disputar a pré-Libertadores, o mata-mata antes da fase de grupos, será determinante para que time comece o ano já com a definição de quem será o treinador. A decisão será tomada logo após o fim do Campeonato Brasileiro e o desfecho da Copa Sul-Americana, dia 10 de dezembro – que pode interferir no número de vagas para a Libertadores.

Após essa definição, o presidente Mário Gobbi e candidatos à presidência poderiam decidir quem será o treinador em 2015. A eleição será realizada no dia 7 de fevereiro. A Conmebol definiu que os jogos da fase preliminar da Libertadores serão nos 4 e 11 de fevereiro. Ou seja: o primeiro jogo será disputado antes da eleição no clube.

O contrato de Mano Menezes termina em dezembro. Não há chance de o vínculo do treinador ser ampliado somente até a eleição. Mano não aceitaria, e Gobbi não pretende lhe oferecer um contrato-tampão. Caso o Corinthians patine na reta final do Brasileiro e fique fora da Libertadores, cresce a chance de o time realmente ter um técnico interino durante a pré-temporada.

Sylvinho, que é auxiliar-técnico permanente do clube, iniciaria a temporada e comandaria o time durante o período de treinos nos Estados Unidos, na disputa da Florida Cup. O problema é que até mesmo os jogadores já se mostraram contrários a essa indefinição. Elias disse à reportagem que seria bom que o time tivesse um treinador já no início do ano. Outros jogadores defendem o trabalho de Mano.

Mas entre os candidatos da situação e da oposição o nome de Mano está longe de ser consenso. Por isso Gobbi não vai lhe oferecer um novo contrato de um ano. Tite, Oswaldo de Oliveira e Luxemburgo são nomes fortes no clube.