Série A

Corinthians bate Inter no Sul e fica mais perto do G4

Com triunfo, alvinegro vai aos 49 pontos e assume o quinto lugar




O Corinthians foi a Porto Alegre disposto a vencer e a deixar para trás a vexatória eliminação na Copa do Brasil. Conseguiu e, de quebra, voltou a brigar por uma vaga no G4 do Campeonato Brasileiro. Neste domingo, a equipe derrotou o Internacional por 2 a 1 no Estádio Beira-Rio, em partida válida pela 29ª rodada do torneio e marcada por paralisações, sangramentos, chuva forte e até por surpreendentes 13 minutos de acréscimos no primeiro tempo.

Jadson, aposta de Mano Menezes para o meio de campo, teve atuação apagada. Os destaques ficaram mesmo por conta de Guerrero e Gil, pelos gols, e por Cássio, com grandes defesas – em uma, chegou a cortar o rosto e precisar de cuidados médicos. Do lado do Internacional, Nilmar e Wellington Silva foram bem.

Apesar da vitória, o Corinthians volta “desfalcado” de Porto Alegre. Além do futebol, que precisa de melhorias, em especial na defesa, a equipe não poderá contar com Cássio, Fagner e Guerrero na partida contra o Vitória, na quarta-feira, na Arena Pantanal. Os três receberam o terceiro amarelo.

Com o triunfo, o Corinthians foi aos 49 pontos, assumiu o quinto lugar e ficou a apenas um do G4, que dá acesso à Copa Libertadores. Já o Internacional permanece estacionado com 50, na terceira posição, enquanto o Atlético-MG, com uma vitória a menos e também com 50 pontos, é o quarto colocado. O time gaúcho volta a campo pelo Campeonato Brasileiro na próxima quarta-feira diante do Flamengo, no Maracanã.

O JOGO
A partida começou animada. Logo aos três minutos, em um contra-ataque rápido, o Corinthians abriu o placar no Beira-Rio. Pela esquerda, Fábio Santos cruzou da linha de fundo para Guerrero, que se livrou de Fabrício e mandou forte para as redes adversárias, indefensável para Alisson. O Internacional tentou responder e, numa cobrança de falta de Aránguiz, quase igualou o marcador com uma bomba no travessão.

Depois desses lances, contudo, o jogo travou. Em outra investida do Internacional, Wellington Silva chegou bem perto da meta, mas trombou com Cássio, que espalmou a bola. O goleiro corintiano levou uma pancada no rosto e precisou de cuidados médicos, paralisando o jogo. Na sequência, ainda houve outro choque de Wellington Silva, desta vez com Petros, que ficou no chão. E pra fechar, teve discussão e empurra-empurra entre D’Alessandro e Petros.

Antes do intervalo, o Internacional teve uma última oportunidade com Nilmar, que, dentro da área, girou e chutou forte em cima de Cássio. Logo depois, os donos da casa lamentariam a chance perdida. Nos longos acréscimos de 13 minutos dados pelo juiz, o Corinthians ampliou a vantagem com Gil, que recebeu lançamento de Jadson e aproveitou a falha na defesa para marcar. Final do primeiro tempo, e Corinthians na frente.

Na volta dos vestiários, a chuva apertou. O Internacional começou pressionando e quase marcou logo aos dois minutos. Fabrício recebeu na medida de D’Alessandro, mas a cabeçada foi pra fora. Mesmo assim, os donos da casa marcavam todas as saídas dos visitantes. E a pressão surtiu efeito.

Aos 27 minutos, Gil atrapalhou a defesa de Cássio e permitiu que Nilmar, atento à jogada, chegasse para empurrar para as redes. Os 2 a 1 elevaram a pressão no estádio, com a torcida colorada empurrando os jogadores do Inter. Mas o ímpeto não conseguiu ir além e menos de 10 minutos depois o jogo estava equilibrado novamente. Placar final: 2 a 1 para o Corinthians, que ainda sonha com a classificação para a Libertadores do ano que vem.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 1 X 2 CORINTHIANS

GOLS – Guerrero, aos 3, e Gil, aos 53 minutos do primeiro tempo; Nilmar, aos 27 minutos do segundo tempo.
ÁRBITRO – Dewson Fernando Freitas Silva (Fifa-PA).
CARTÕES AMARELOS – Ernando, Paulão, Fabrício, Willians, Alex, Cássio, Fagner, Elias e Guerrero.
RENDA E PÚBLICA – Não disponíveis.
LOCAL – Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

INTERNACIONAL – Alisson Becker; Wellington Silva (Jorge Henrique), Ernando, Paulão e Fabrício; Willians (Wellingont Paulista), Aránguiz, Alex, D’Alessandro e Alan Patrick (Valdivia); Nilmar. Técnico: Abel Braga.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Gil, Anderson Martins e Fábio Santos; Bruno Henrique (Guilherme Almeida), Elias, Petros, Jadson (Lodeiro) e Renato Augusto (Danilo); Guerrero. Técnico: Mano Menezes.