CAPITAL DE GIRO

Convênio disponibiliza crédito de R$ 20 mi a microempresários e autônomos

Modalidade tem menos burocracia na análise de crédito, não exige licença ambiental e orientação ao empresário. Interessados podem colher até R$ 21 mil


Samuel straioto
Do Mais Goiás | Em: 23/07/2020 às 10:42:05

Foco do empréstimo é destinar recursos com menos burocracia (Foto: reprodução/Jusbrasil)
Foco do empréstimo é destinar recursos com menos burocracia (Foto: reprodução/Jusbrasil)

O governo do estadual e a Caixa Econômica Federal assinaram, na manhã desta quinta-feira (23), um convênio para para liberação de R$ 20 milhões em operações de microcrédito orientado em Goiás. Os recursos são destinados a microempreendedores individuais (MEI), autônomos e microempresas com faturamento anual de até R$ 360 mil. O diferencial dessa linha de recursos é que possui menos burocracia na análise dos empréstimos, além de ter incluir orientação ao empreendedor quanto à gestão do dinheiro.

A instituição financeira presta orientação ao empreendedor, por meio de uma visita à empresa no primeiro contrato, depois os encontros se tornam dispensáveis. Não há uma especificação do uso do recurso a ser liberado. A linha de crédito é destinada a despesas de capital de giro e investimentos, inclusive despesas fixas, como folha de pagamento de pessoal, um dos principais problemas hoje das firmas devido à crise econômica causada pela pandemia do coronavírus e pela suspensão da maior parte das atividades produtivas.

“O recurso pode ser usado tanto para investimento quanto para capital de giro, não há uma finalidade exclusiva. O empresário, quando vai fazer a proposta, dá um indicativo do que pretende fazer com esse recurso e vai receber uma orientação do programa do microcrédito orientado. A Goiás Fomento oferece a consultoria de forma gratuita”, relatou o presidente da Goiás Fomento, Rivael Aguiar.

Presidente da Goiás Fomento, Rivael Aguiar (Foto: Samuel Straioto).

O valor do empréstimo do Microcrédito Orientado é de até R$ 21 mil por tomador, com seis meses de carência e 36 meses para o pagamento. A taxa de juros cobrada é inferior à da média praticada no mercado. O Microcrédito Orientado da Goiás Fomento terá juro a partir de 1,12% ao mês se o tomador contratar com o fundo de aval, seguro ou outro tipo de garantia.

“Primeiramente precisa buscar um dos canais de atendimento, tanto da Goiás Fomento ou de algum parceiro como Sebrae, ou dos nossos 214 correspondentes de crédito. Será preciso preencher uma ficha de cadastro, se for autônomo a pessoa de pessoa física ou se for de pessoa jurídica precisa preencher os dados do CNPJ e da pessoa física também. Os documentos básicos da constituição da empresa, do comprovante da atividade dele e a renda que tem junto a atividade econômica que exerce”, explicou Rivael Aguiar.